Cachorros invadirem o gramado no futebol argentino – e no sul-americano, inclusive – é quase uma tradição, do mesmo nível de comer peru no Natal e pular sete ondas no Réveillon. O que torna a invasão deste domingo interessante, durante o empate por 1 a 1 entre River Plate e Rosario Central, pela segunda rodada do Torneo Final, foi que o bichinho realizou as suas necessidades dentro da grande área. Os comissários precisaram de cinco minutos para tirar esse mamífero mal educado do gramado para que o jogo prosseguisse.