O Manchester United desta temporada é um time muito eficiente e isso é inegável. O desempenho do time é constantemente questionado, embora os resultados sejam bons, em sua grande maioria. A abertura da rodada da Premier League nesta sexta-feira teve o Manchester United visitando o Brighton, no sul do país, e acabou perdendo por 1 a 0 em um jogo mais uma vez pouco inspirado. O gol foi marcado graças à tecnologia na linha do gol.

O gol do Brighton é um daqueles lances que causaria muita controvérsia, caso não houvesse a tecnologia na linha do gol. Foi aos 12 minutos do segundo tempo, em um lance que quem via ao vivo certamente não teve certeza se a bola entrou ou não. Marcos Rojo, do United, estava em cima da linha e tirou a bola. Mas ela já tinha passado da linha de gol, algo que só dá para ter certeza mesmo com essa tecnologia. O árbitro apontou o meio do campo, os jogadores do United ameaçaram reclamar, mas ele mostrou o relógio. Cessaram as reclamações, ficou a frustração.

Até ali, o Manchester United tinha feito pouco no jogo. O Brighton foi até ligeiramente superior no primeiro tempo, mas também não conseguiu ser lá tão perigoso assim. Aliás, ninguém conseguiu. O United conseguiu uma chegada perigosa com Marcus Rashford, que aproveitou bobeira do zagueiro, entrou na área, mas demorou para passar a bola. Anthony Martial estava em ótima posição dentro da área, mas Rashford atrasou demais o momento do passe e perdeu a chance.

Houve até um gol anulado de Fellaini, que estava impedido. No mais, o Brighton foi quem mais chegou, em ataques com cruzamentos para dentro da área e em chutes de fora da área. Bem posicionado em campo, o Brighton era quem mais tentava, mesmo que não chegasse realmente com perigo. No primeiro tempo, um chute de fora da área foi o mais assustou De Gea – que interveio para defender.

O gol marcado por Gross veio em um cruzamento para a área, um dos muitos. A arma mais usada pelo time. Curiosamente, o gol de cabeça foi marcado pelo jogador que mais dá assistências no time do sul. O Manchester United, por sua vez, foi para cima depois de tomar o gol, mas usou armas muito similares. O que é um absurdo se pensarmos no time que é o Manchester United, os jogadores que tem.

O resultado em si, claro, foi muito importante para o Brighton. Primeiro de tudo, por razões históricas. Não é todo dia que se vence um dos times mais importantes do mundo em seu estádio. Virará motivo para os torcedores do Brighton lembrarem por anos. Mas além disso, o gol garante a permanência do Brighton na primeira divisão, o que é um grande feito para o time que veio da segundona. Permanecer na primeira divisão é muito importante em todos os aspectos.

No mais, José Mourinho é um técnico dos melhores do mundo e tem conseguido resultados melhores do que o futebol que joga. Ainda precisa entregar mais bola do que temos visto. Na final da Copa da Inglaterra, precisa só competir bem. Na próxima temporada, se quiser disputar o título inglês, precisará apresentar mais futebol.