O sábado foi de Carnaval no estádio Etihad, apesar do frio de Manchester. E não teve fantasias, nem trio elétrico ou banda. O que se viu foi uma festa para cima da defesa do Leicester, comandada pelo principal atacante do Manchester City, Sergio Agüero. O argentino puniu duramente os visitantes, que erraram muito defensivamente, e marcou quatro gols. No fim, goleada por 5 a 1 dos Citizens, que seguem nadando de braçada na Premier League.

LEIA TAMBÉM: Tottenham teve recorde de público, gol de Kane, domínio e susto para superar Arsenal

O panorama do jogo foi exatamente o que se esperava: City com a bola, Leicester se defendendo muito e atacando com muita velocidade quando desarmava o adversário. Nos primeiros 20 minutos de jogo, o time pressionou e conseguiu marcar um gol cedo. Bernardo Silva começou a jogada pelo lado direito, tocou para Kevin De Bruyne e o belga cruzou baixo uma bola com curva que chegou à segunda trave, onde Raheem Sterling completou para o gol.

Com o placar aberto aos dois minutos, o Manchester City podia controlar o jogo como queria. O Leicester só conseguiu voltar para o jogo depois dos primeiros 20 minutos. Até então, o campo de ataque era completamente desconhecido. Ao pisar na metade defendida pelo City, o time passou a usar a sua característica: velocidade alucinante. Tentou uma vez, não conseguiu.

Na segunda, contou com uma ajuda de alguém de dentro: Nicolás Otamendi. O zagueiro fez um péssimo passe na saída de bola, interceptado por Jamie Vardy O camisa 9 do Leicester avançou, passou pela marcação puxando para o pé direito e finalizou cruzado para empatar o jogo. Naquele momento, o samba do City deu uma leve desafinada que assustou a sua torcida.

Pep Guardiola parece ter arrumado o time no intervalo e o City voltou pronto para desfilar. Com menos de três minutos do segundo tempo, o time trocou passes e De Bruyne fez outro passe preciso, da esquerda para a direita desta vez, rasteiro, e encontrou Agüero na segunda trave, pronto para marcar. Foi a virada para 2 a 1.

Daí em diante, só o Manchester City jogou. Desfilou com graça e mostrou porque é o grande favorito. Logo depois, em uma saída de bola atrapalhada do Leicester, o Manchester City recuperou rapidamente a bola, De Bruyne tocou para Agüero dentro da área e o argentino fuzilou. O chute foi forte, mas foi em cima de Schmeichel, que não defendeu: 3 a 1, aos nove minutos.

Aos 31, nova falha do goleiro Schameichel, que tocou errado, viu o seu passe ser interceptado por Agüero, que tocou com categoria por cima do goleiro dinamarquês e saiu para o abraço. Já aos 45 minutos, Agüero soltou uma bomba de fora da área, a bola tocou no travessão e entrou. O quarto gol de Agüero, o quinto do City. E o fim da festa.

Com tranquilidade, o Manchester City segue liderando com uma folga tamanha que ninguém mais acha que é possível alcança-lo. O desafio do time passa a ser quantos títulos conseguirá conquistar na temporada. Se a Premier League está muito bem encaminhada, há outros três ainda em disputa: é finalista da Copa da Liga; segue na Copa da Inglaterra; está nas oitavas de final da Champions League.