Roberto Mancini reforçou a intenção de deixar em breve a Itália. O treinador se indignou com as agressões dos torcedores da equipe aos jogadores nerazzurri, no desembarque do elenco no aeroporto de Malpensa, neste domingo. O treinador pensa em acelerar a saída do país.

“Estes incidentes aceleram meu desejo de sair do país. Ganhar e se divertir é a expressão máxima do futebol. Sou treinador é o futebol é a minha paixão. Agrada-me estar em campo, ver meus jogadores marcar gols ou treinar durante a semana. Isto é o que me faz seguir em frente. Sei que será difícil continuar com isso na Itália, mas não vou deixar de fazer o que gosto”, afirmou Mancini.

O treinador mostrou-se decepcionado com a reação da torcida, que se indignou após a eliminação da Inter pelo Villarreal, na Liga dos Campeões. Os torcedores xingaram os jogadores no retorno da Espanha. “Prefiro não falar disso agora porque estou cansado de coisas assim. Prefiro falar de futebol. Há pessoas que conseguiram transformá-lo nisso. Sinto, mas gostaria de falar da partida desta terça”, disse, referindo-se ao confronto com a Udinese pela semifinal da Copa da Itália.