Dries Mertens foi um dos melhores jogadores da última temporada na Serie A e se tornou uma coqueluche no mundo do futebol. Puxado para ser um centroavante, depois de passar toda a carreira atuando pela ponta, ele se tornou artilheiro, goleador e passou a marcar gols em profusão. Ele conta em entrevista ao jornal belga Het Laatste Nieuws as razões que o fazem estar feliz em Napoli, que negociou a sua cláusula de rescisão para ser mais baixa e até que recebeu uma proposta da China.

LEIA TAMBÉM: Há um ano, Mertens era convertido em artilheiro no Napoli. Desde então, 41 gols e 16 assistências

“Os últimos 12 meses foram insanos. É importante estar feliz. Eu sei que não vai melhorar muito mais que isso… Eu sei que não sou um Leo Messi ou Cristiano Ronaldo. Eu não me vejo como um jogador de classe mundial. O jogo do Napoli é perfeito para mim. Eu sempre irei marcar gols aqui”, descreveu Mertens.

O bom desempenho como centroavante despertou o interesse de muitos times. Ainda mais tendo uma cláusula de rescisão baixa: são apenas € 28 milhões. “É verdade, nós negociamos isso neste verão [meio do ano na Europa]. No último inverno, eu recebi uma oferta da China: eu teria recebido uma quantia incrível. Mas o Napoli não queria que eu saísse e eu queria ficar. Então não aconteceu nada”, contou o atacante.

“Mas e se uma oferta como essa vier de novo? É por isso que eu quis uma clásula de rescisão nova no meu contrato. É verdade que € 28 milhões não é muito para um clube chinês e é uma quantia decente para o Napoli também. Ao menos era até Neymar ir para o Paris Saint-Germain, porque agora as pessoas tratam € 28 milhões como se não fosse nada”, declarou ainda o belga.

“Eu me tornei uma barganha! Onde você vai encontrar um jogador que marca 28 gols na Serie A e custa € 28 milhões? Em lugar nenhum, certo? Eu negociei bem”, contou ainda Mertens. Só que o atacante disse que não tem nenhuma intenção de deixar o Napoli, ainda que seja um jogador bastante acessível para muitos clubes, especialmente os ingleses, se pensarmos no poder de compra destes com o novo contrato de TV.

Um dos motivos de não querer sair do Napoli, além do encaixe que tem sido perfeito para ele, é o técnico, Maurizio Sarri, não por acaso o responsável por isso. “Alguém deveria fazer um documentário sobre Sarri. Por exemplo, de vez em quando ele vem com esses discursos antes do jogo: ‘Eu vim do nada e agora estou na Champions League. Ninguém pode tirar isso de nós’. Fantástico”, descreveu Mertens.

“Nossas carreiras são similares. Eu não sou como Youri Tielemens, que jogou pelo time titular do Anderlecht quando tinha 16 anos, ou Romelu Lukaku que não sabem como é ter apenas um jogo por semana. Eu vim da terceira divisão, eu trabalhei duro para chegar onde eu estou hoje. Assim como Sarri”, contou o jogador do Napoli.

“O técnico fuma e bebe muito café, mas ele também lê constantemente. Ele vem do mundo da economia [Sarri é ex-bancário] e é bem preparado quando se trata de estatísticas”, disse Mertens. “Sua filosofia ganhou de técnicos jovens e conquistou o respeito de Pep Guardiola, o que prova que Sarri sabe do que ele está falando. Ele é um grande tático. Eu disse isso mesmo quando eu estava no banco”, afirmou o belga.

“Há uma coisa ainda, a sua superstição é acima da média. Um dia nós treinamos em um campo, então em um do lado, então em outro até que nós chegamos ao nosso objetivo. Ele não sabe mudar a rotina. A não ser que a gente perca”, contou ainda Mertens.