Lionel Messi chegou a 600 gols na sua carreira neste domingo e participou de uma ação de marketing da Pepsi, patrocinadora da Champions League. A marca entrevistou vários jogadores importantes, entre eles Messi, sobre seus momentos na competição europeia, mas também perguntou ao argentino sobre a sua mudança de posição, recuando um pouco.

VEJA MAIS: [VÍDEO] Assista aos 600 gols da carreira de Messi como profissional, de 2004 a 2018

“Pode ser que no último ano tenha recuado um pouco mais a minha posição e chegue mais de trás ao gol, não como em outros anos que estava mais no último terço do campo para frente. Mas é verdade que recuei uns metros, mas sempre com a ideia de seguir chegando ao gol e seguir marcando gols”, disse o camisa 10 do Barcelona.

A história de Messi na Champions League é enorme e já são 98 gols em 122 jogos (um pouco atrás de Cristiano Ronaldo, com 116 gols em 147 jogos). O seu primeiro jogo foi em 2004, ainda pela fase de grupos da competição, quando Messi, ainda um jogador do time B do Barcelona, foi pinçado para o time principal junto a outros tantos canteranos. Era o dia 7 de dezembro de 2004 e o time tinha estrelas como Victor Valdés, Carles Puyol e Xavi Hernández. Ronaldinho, Samuel Eto’o e Deco, por exemplo, estavam no banco de reservas.

“Minha primeira partida na Champions League foi na Ucrânica contra o Shakhtar, foi uma partida que muitos garotos do B foram para o jogo porque o Barcelona já estava classificado para a próxima fase e fomos muitos da base. Jogamos contra uma grande equipe, perdemos, mas a sensação de estrear na Champions League foi linda”, contou Messi.

Quando perguntado qual o gol que ele mais se lembra na Champions League, Messi ficou em cima do muro. Mas citou jogos contra o Real Madrid, nas semifinais da temporada 2010/11. Era a primeira de José Mourinho no comando do Real Madrid, depois de conquistar a Champions League no ano anterior justamente eliminando o Barcelona na semifinal, pela Internazionale.

A sua missão no Real Madrid era a mesma. Mas Messi impediu. O Barcelona venceu por 2 a 0 em Madri, empatou por 1 a 1 em casa e avançou à final. Na decisão, Messi foi mais uma vez importante para vencer o Manchester United – adversário também na final de 2008/09 – e levantou a taça. “Sempre digo que lembro dos gols importantes como o das finais de Champions ou as semifinais contra o Real Madrid. Tenho muitas lembranças boas nessa competição que eu gosto muito e aproveito por poder jogar”, afirmou.

Na atual temporada, o Barcelona empatou com o Chelsea no jogo de ida das oitavas de final da Champions League, em Londres.