Lionel Messi reafirmou sua fidelidade ao Barcelona. Em entrevista ao programa Pasión por el Fútbol, da televisão argentina, afirmou que dificilmente defenderá outra equipe do futebol europeu. Quando seu ciclo na Catalunha terminar, a vontade é defender o Newell’s Old Boys, o clube da sua juventude e do seu coração. 

LEIA MAIS: Messi fala sobre Copa, seleção argentina, e diz: “Não preciso sair do Barcelona para demonstrar algo”

“Cada vez mais, tenho claro que o Barcelona será meu único lugar na Europa. Depois, sempre disse que tenho vontade de jogar no futebol argentino, mas não sei se vai acontecer”, disse. Questionado se o seu destino seria o Newell’s, Messi confirmou. “Tenho isso em mente. Gostaria de poder viver isso, seja por seis meses ou algumas partidas, mas não sei. Nunca se sabe. Meu sonho era jogar no Coloso quando era criança, ia ao campo com meu pai, meus irmãos, meus amigos. Depois, as circunstâncias da vida me levaram para outro lado, mas ficou este espinho”. 

Ainda sobre times para defender, Messi disse que nunca considerou defender a seleção espanhola, como foi especulado no começo da sua carreira, mesmo que isso significasse que, a esta altura, ele provavelmente já fosse campeão do mundo. 

“Outro dia, eu falava com um amigo e ele me disse: ‘Olhe, se você tivesse ficado na Espanha, teria sido campeão do mundo’. Mas não seria a mesma coisa. Obviamente isso nunca passou pela minha cabeça, em nenhum momento. Ser campeão pela Argentina seria especial”, afirmou. 

Messi amargou três vices seguidos com a Argentina, na Copa do Mundo de 2014, e nas edições de 2015  e 2016 da Copa América.