A sequência de péssimos resultados e colocação ruim do Palmeiras no Campeonato Brasileiro evidencia uma vez mais o que a falta de confiança pode fazer com um time grande. Na Colômbia, quem vive este calvário é o Millonarios, derrotado nesta quarta-feira pela Universidad César Vallejo do Peru em pleno El Campín de Bogotá.

Não é uma derrota isolada. Desde o início do Torneo Finalización, no segundo semestre, o Millonarios tem que lidar com oscilações e resultados abaixo da crítica. Uma das explicações é que na parada da Copa o time perdeu seu principal jogador, o atacante Dayro Moreno, que aos 28 anos rumou para o Tijuana do México. O índice de 34 gols em 54 jogos com a camisa do Millos mostra como o jogador foi essencial nas últimas campanhas da equipe. No Apertura, por exemplo, Moreno marcou 13 gols na campanha que levou o clube à segunda posição na fase de pontos corridos e às semifinais no mata-mata.

Sem Moreno, o técnico espanhol Juan Manuel Lillo apostou na chegada do centroavante Fernando Uribe, que era reserva no Atlético Nacional. O Finalización começou com vitória por 2 a 1 contra o Envigado, seguida por triunfo diante de La Equidad fora de casa. Na terceira rodada começou a queda, com um empate por 1 a 1 diante do Boyacá Chicó. Em paralelo estava uma péssima campanha na Copa Colômbia, onde o time já tinha ficado fora antes mesmo do fim da fase de todos contra todos.

Bem… Veio então a maior anormalidade. Em visita a Medellín o Millonarios levou uma inapelável goleada de 5 a 0 do Atlético Nacional. O insólito tropeço devastou o time, que empatou com o Deportivo Pasto por 1 a 1.

A Copa Sul-Americana era a esperança de reabilitação e quem sabe bons prognósticos para uma campanha destacada em nível continental. O primeiro jogo em Bogotá contra a Universidad César Vallejo do Peru, porém, mostrou o nervosismo do momento que o time enfrenta. Logo aos dois minutos o goleiro Delgado fez um domínio horroroso em bola recuada e Pando abriu o placar. O Millonarios buscou o empate, não teve criatividade ou efetividade e ainda tomou o 2 a 0 em cobrança de escanteio. O time de Bogotá conseguiu diminuir graças a um lançamento de Candelo que Ochoa cruzou para a área para gol de Uribe. Nos últimos minutos o Millos teve a chance de empatar, mas quando a fase é ruim…

Reyna chutou na trave e a derrota deixa o Millonarios em situação complicada em mais este torneio.

Lillo terá trabalho. O time não é bom e está longe de ter a qualidade coletiva daquela equipe que faturou la catorce, a décima quarta conquista nacional. Depender de lampejos de Mayer Candelo sem Dayro Moreno é um grande risco…

Copa Sul-Americana

O torneio teve nesta semana sua primeira rodada na fase preliminar.

Zona Sul

Huachipato-CHI 3×1 San José-BOL
Universitario-BOL 2×0 Deportes Iquique-CHI
Deportivo Capiatá-PAR 3×1 Danubio-URU
Rentistas-URU 0x2 Cerro POrteño-PAR
General Díaz-PAR 2×1 Cobresal-CHI
Nacional Potosí-BOL 1×0 Libertad-PAR
Universidad Católica-CHI 0x1 River Plate-URU
Peñarol-URU 2×0 Jorge Wilstermann-BOL

Zona Norte

Inti Gas-PER 0x1 Caracas-VEN
Barcelona-EQU 3×0 Alianza Lima-PER
Deportivo La Guaira-VEN 1×1 Atlético Nacional-COL
Águilas Doradas-COL 1×1 Emelec-EQU
UTC de Cajamarca-PER 0x0 Deportivo Cali-COL
Millonarios-COL 1×2 Universidad César Vallejo-PER
Trujillanos-VEN 0x1 Independiente del Valle-EQU
Universidad Católica-EQU 1×1 Deportivo Anzoátegui-VEN

Colombianas

Na Colômbia o Tolima lidera com 11 pontos, o Águilas Doradas é o segundo, o Once Caldas o terceiro, o Deportivo Cali ocupa a quarta posição. O Envigado é o quinto, o Boyacá Chicó o sexto, o Millonarios, apesar do momento é o sétimo enquanto o Independiente Medellín fecha os oito que hoje estariam classificados aos playoffs

Chilenas

No Chile a Universidad de Chile lidera o Apertura 2014 com 13 pontos. O Santiago Wanderers é o segundo, o Colo-Colo o terceiro, o Huachipato o quarto e o O’Higgins o quinto. A Católica é a décima segunda.

Uruguaias

No Uruguai tivemos a primeira rodada. Peñarol, River PLate, Racing, El Tanque Sisley, Sud América, Fénix e Nacional venceram seus confrontos.

Equatorianas

No Equador o Mushuc Runa lidera com sete pontos, seguido pelo Emelec com quatro. Liga de Loja, Independiente, LDU e Barcelona têm o mesmo número de pontos.

Peruanas

Disputa intensa pela liderança do Apertura no Peru. Juan Aurich e Universitario têm 24 pontos. O Melgar tem 23 e o Inti Gas 21. O campeão do Apertura tem vaga na decisão do torneio contra o campeão do Clausura.

Paraguaias

No Clausura o Guaraní lidera com 10 pontos. O Cerro Porteño é o segundo com sete, seguido pelo Olimpia, Deportivo Capiatá e Libertad, com o mesmo número de pontos.

Venezuelanas

Na Venezuela o Táchira lidera o Apertura após duas rodadas. O Deportivo La Guaira é o segundo, seguido por Petare, Estudiantes de Mérida, Mineros de Guayana e Portuguesa. O Caracas é o sétimo e o Zamora o décimo segundo.

Bolivianas

Na Bolívia temos duas rodadas disputadas e liderança do Blooming com seis pontos. Wilstermann, Oriente Petrolero, San José e The Strongest aparecem na sequência com quatro pontos.