No jogo mais esperado da temporada italiana, aconteceu aquilo que todas as torcidas – exceto a da Juventus, claro – queriam. O Milan não tomou conhecimento da atual campeã e líder isolada e ganhou por 3 a 1 em San Siro. Com o resultado, os ´rossoneri´ chegaram a 25 pontos e diminuíram para apenas dois a vantagem da Vecchia Signora na liderança da Série A.

O resultado encerrou também com a série histórica de nove vitórias consecutivas da Juventus no início desta temporada.

Se por um lado o Milan demonstrou não sentir tanto a falta de seu principal jogador, o atacante Andryi Shevchenko, a Juve teve motivos para lamentar a ausência de seu goleiro titular, Buffon.

No primeiro gol dos donos da casa, por exemplo, o goleiro Chimenti foi pego de surpresa no chute de Seedorf, aos 14 minutos. É verdade que a bola desviou no pé de Thuram, mas tivesse melhor posicionado, ele talvez tivesse melhores condições de efetuar a defesa.

Kaká ampliou aos 26, num belo voleio, iniciado em um escanteio pela direita do ataque milanista. Esse sim, um lance indefensável.

Nos acréscimos do primeiro tempo, Chimenti cometeu sua mais grave falha no jogo. Pirlo cobrou uma falta da entrada da área e o goleiro juventino aceitou o frango.

Apesar de voltar bastante ofensivo no segundo tempo, o Milan não conseguiu ampliar o marcador e definir a goleada. A Juve, por outro lado, conseguiu seu gol de honra aos 31, numa bela jogada iniciada por Vieira. O volante levantou na área e David Trezeguet, na mesma linha de Stam, acertou um voleio indefensável para Dida.

Resultados da 11ª rodada da Série A

Sábado, 29/outubro
Sampdoria 2×2 Internazionale
Milan 3×1 Juventus