Balotelli é o astro do Milan e Diego Costa é destaque do Atlético de Madrid (Fotos: AP)

Milan x Atlético de Madrid: o peso da camisa tenta derrubar a força do time do momento

Jogo de ida: 19/02, 16h45
Estádio Giuseppe Meazza (San Siro), Milão (ITA)

Jogo de volta: 11/03, 16h45
Estádio Vicente Calderón, em Madrid (ESP)

Confrontos anteriores
Nunca se enfrentaram

O mapa da mina para o Atlético de Madrid

A campanha na primeira fase teve cinco vitórias e um empate. O time de Simeone vem em ótima fase no Campeonato Espanhol, brigando cabeça a cabeça com Barcelona e Real Madrid pelo título, jogando um futebol coletivo e muito competitivo. Um dos trunfos da equipe é o ataque, com Diego Costa se destacando, David Villa bem (se estiver recuperado de lesão) e municiados por Arta Turan, Koke e opção de Raúl García e agora o brasileiro Diego.

O Atlético ainda tem a melhor defesa do Campeonato Espanhol com 16 gols sofridos em 24 jogos. É o time que mais faz desarmes na liga, com média de 24,8 por jogo. O time joga muito compacto e dá poucas chances de finalização ao adversário, uma das razões que faz do time difícil de ser batido. Gabi e Filipe Luís se destacam nesse quesito.

Considerando que a defesa é o principal ponto fraco do Milan, um jogador forte fisicamente e tecnicamente em grade fase como Diego Costa pode causar muitos estragos, seja com a bola no chão ou pelo alto. São 19 gols na liga espanhola até aqui, atrás apenas de Cristiano Ronaldo na tabela de artilheiros. Outro ponto que o time de Diego Simeone pode aproveitar é a fraqueza pelas laterais milanistas. A marcação por ali não é boa e as bolas altas costumam causar problemas ao time italiano, algo que pode ser aproveitado especialmente por Turan.

O mapa da mina para o Milan

Os reforços que chegaram em janeiro transformaram o Milan em um time um pouco melhor. Honda é um ótimo meia, e Taarabt, que não vinha bem, acrescentou alguma qualidade técnica à equipe. Junto a Kaká e Balotelli, os principais jogadores do time, esse pode ser o ponto forte: um meio-campo que marca forte, com Essien e De Jong como opções para uma marcação forte. Montolivo e seus chutes e lançamentos longos é um volante que também pode ajudar muito o Milan na transição e na retomada da posse de bola. Kaká é capaz de conduzir o time para usar o talento de Balotelli no ataque.

O Milan precisará marcar muito para conseguir vencer o forte Atlético e terá que vencer a batalha-chave do meio-campo, onde estão suas maiores qualidades. Em geral, o Milan fica mais com a posse de bola e terá que fazer força para se manter assim contra os Colchoneros. Por isso, Seedorf terá que contar com a participação dos homens de frente na marcação pelos lados do campo, para tornar o meio-campo ainda mais forte.

Com a bola, o time precisa contar com Kaká e Balotelli para decidir, especialmente com o italiano. É um atacante de talento e capaz de decidir jogos. Vencer o primeiro jogo, em San Siro, será possível usando todas suas armas: marcação forte, chutes de longa distância e transição rápida do meio para o ataque. Assim o time terá chances de eliminar o time de Simeone.