A Islândia viverá um momento único na Euro 2016. Pela primeira vez em sua história, a ilha disputará um torneio internacional no futebol. E boa parte da população tem se mobilizado para não perder a oportunidade. Os primeiros números divulgados pela Uefa sobre a venda de ingressos são significativos. Quase 27 mil islandeses já se cadastraram no site da entidade para comprar entradas aos jogos. Representam mais de 8% da população local, que é de 330 mil habitantes – não à toa, o país menos populoso desta Eurocopa, com menos de um quinto do total do segundo menor, a Irlanda do Norte. Segundo a Uefa, já foram solicitados 3,5 milhões de ingressos, mas a entidade não deu outros detalhes sobre as nacionalidades.

VEJA TAMBÉM: A Islândia contraria o seu destino para fazer história e se classificar à Euro 2016

Durante a campanha nas Eliminatórias, os islandeses já tinham demonstrado o seu apoio, mas não de maneira tão expressiva. Lotado, o Estádio Laugardalsvöllur recebia não mais do que 10 mil expectadores por partida. Já na vitória sobre a Holanda, no resultado mais emblemático da campanha, 3,3 mil torcedores visitantes foram até Amsterdã. Desta vez, muito mais gente não quer perder a história diante dos próprios olhos.

Em números absolutos, a quantidade pode nem parecer tão impressionante assim. Mas vale comparar com outros países. Na Alemanha, por exemplo, 8% da população significaria 6,6 milhões de interessados em ingressos. No Brasil, superaria os 16 milhões. Isso porque aqui, durante a primeira fase de vendas para a Copa do Mundo de 2014, 4,4 milhões de brasileiros manifestaram o seu interesse pelas entradas (o equivalente a 2,2% da população total). Bem abaixo da mobilização dos islandeses, que ainda terão que arcar com os custos do deslocamento até a França.

VEJA TAMBÉM: Assim, a Islândia ficou em chamas pela inédita classificação à Eurocopa

Mais felizardos ainda serão os 23 convocados da seleção islandesa à Euro. É bem mais fácil participar do time nacional no país do que ganhar na loteria: um a cada 14,3 mil habitantes estarão competindo na França. Na Rússia, por exemplo, cuja população é a maior dentre os classificados, esta proporção é 434 vezes maior. Ainda que sejam minoria, os islandeses nunca estarão sós. A Islândia está no Grupo F da Euro, ao lado de Portugal, Áustria e Hungria.