A transferência de Nemanja Matic ao Manchester United foi um dos negócios mais surpreendentes da temporada. Não era segredo que o Chelsea tinha interesse em outros jogadores para o seu meio de campo, como Tiemoué Bakayoko e Danny Drinkwater, que acabaram mesmo contratados. Entretanto, ninguém esperava que os Blues fossem abrir mão de um dos esteios rumo ao título da Premier League na última temporada. Pois aconteceu. E quem aproveitou foi o Manchester United, graças aos contatos de José Mourinho. O treinador foi contatado pelo agente do sérvio e não teve problemas para fechar o negócio, avaliado em €45 milhões.

“Eu fiquei surpreso quando o empresário de Matic me ligou perguntando se eu queria contratá-lo. Eu estava surpreso, mas conheço seu agente muito bem. Normalmente ele é muito direto e objetivo, não perde tempo, não tenta usar as pessoas para melhorar a situação do jogador em seu clube. Ele é muito franco, então, quando ele me disse ‘você pode tê-lo se quiser’, obviamente eu quis”, afirmou Mourinho.

Levado de volta ao Chelsea em 2014, pelas mãos do próprio Mourinho, e campeão inglês com o treinador naquela temporada, Matic é fundamental no atual sistema do Manchester United. O volante esteve presente em campo em todas as partidas da Premier League e da Liga dos Campeões, sem se ausentar por um minuto sequer. Diante dos problemas físicos que os Red Devils enfrentam, seu vigor vem sendo fundamental para manter o padrão. E o sérvio atravessa ótima fase, especialmente pela consistência ofensiva e pela segurança nos passes.

Neste final de semana, Matic se reencontrará com seus antigos companheiros pela primeira vez, em Stamford Bridge. Mourinho, de qualquer maneira, preferiu retirar qualquer peso especial da partida por isso. Preferiu centrar a importância por aquilo que está em jogo, entre dois times que se candidatam ao título na temporada.

“Eu acho que é algo normal. Eu prometo a vocês que eu vou ao Stamford Bridge da maneira que vou Emirates ou a qualquer grande jogo. É um grande jogo por causa dos oponentes, não porque era o time que eu treinei. Se fosse a primeira vez que estivesse voltando, ok. Mas depois disso, se torna normal. Não vai ser um jogo especial por mim, pelo Matic ou pelo Mata. O Chelsea é o campeão e o Manchester United é o Manchester United”, apontou.

Chelsea e Manchester United se enfrentam no domingo. Os Red Devils não podem ser ultrapassados pelos Blues nesta rodada, ocupando a segunda colocação, quatro pontos à frente dos londrinos, em quatro. Já o líder Manchester City, com cinco pontos de vantagem sobre os rivais, recebe o Arsenal, quinto colocado.