Van der Vaart, meia do Hamburgo (Foto: AP)

Na hora do desespero, não existe cético: Hamburgo foi atrás de guru espiritual

A duas rodadas do fim do Campeonato Alemão, o Hamburgo ainda corre sério risco de, no mínimo, jogar o playoff com uma equipe da segunda divisão para manter a marca de disputar todas as edições da Bundesliga. Com duelos difíceis pela frente (Bayern de Munique e Mainz), também não é absurdo imaginar que o tradicional clube será rebaixado sem choro nem vela. Nessa hora de desespero, em que tudo parece dar errado, vale apostar em qualquer coisa. Até no espiritual e no místico.

>>>> O Mundial do Grêmio também é engrandecido pela força daquele Hamburgo

Por isso, o elenco do Hamburgo foi atrás de um guru espiritual. Joseph Kuhnert disse ao Hamburger Morgenpost que recebeu a missão de unir “corpo, alma e espírito dos jogadores em harmonia e acomodar os quatro elementos”. É a segunda vez que ele trabalha com o elenco do clube alemão. A primeira foi em 2007.

“É muito fácil, na verdade”, afirmou. “Eu tive um técnico especial que me treinou no armazenamento de altas energias em cristais montanhosos. Eles, então, serão rearranjados em uma certa padrão – a Flor da Vida. Esse padrão também pode ser encontrado em vários templos sagrados, desde a época dos antigos egípcios. Desde os tempos antigos, está claro que ajuda.”

Mas Kuhnert é sincero ao admitir que o seu trabalho espiritual não consegue desviar a bola que vai em direção ao gol de René Adler, nem ajudar Westermann a desarmar ou colocar o pé de Van der Vaart na forma. “Eu só posso ajudar os rapazes a entrarem em harmonia. Uma coisa é clara: é mais fácil acessar o seu potencial desse jeito”, explicou. “Eles têm mais força, mais energia e,no fim, isso pode ser usado no campo. Você tem que ter certa dúvida se isso vai ajudar. Por semanas, estou esperando uma reação , mas o time deixou a situação chegar muito longe.”

Duas rodadas. O Hamburgo tem 27 pontos e duas posições acima do lanterna Braunschweig, com 25. Logo atrás dele, aparece o Nuremberg, com 26. Fora da zona de rebaixamento, o Stuttgart já está longe, com 32 pontos. Na última rodada, o Hamburgo perdeu por 4 a 2 do Augsburg e se afundou ainda mais. “Nós já tentamos fazer tudo que poderíamos antes do jogo contra o Augsburg e o que conseguimos foi isso”, disse o diretor esportivo do clube Oliver Kreuzer. “Estou sem palavras.”

Você também pode se interessar por:

>>>> Guardiola sofre a maior derrota da carreira. Hora para refletir?

>>>> O calcanhar de Aquiles do Bayern está exposto e há pouco tempo para protegê-lo