“O Fla-Flu surgiu 40 minutos antes do nada”. A frase famosa de Nelson Rodrigues é uma forma poética de falar sobre uma rivalidade que existe desde sempre, que ninguém sabe bem explicar como começou. Ela simplesmente existe. Nos Estados Unidos, uma rivalidade entre dois times pode ter começado ontem, antes mesmo de um dos times existir. Tudo por conta de um post no Twitter.

A MLS anunciou nesta quarta-feira, dia 16, que Atlanta receberá uma franquia da liga a partir de 2017. Será mais uma cidade do sul a receber um time, algo que fazia falta à MLS. Será o 23º time anunciado – além dos 19 que atualmente disputam a liga, o Orlando City passará a integrar a MLS em 2015, enquanto Miami, New York City FC e agora Atlanta também estão na lista de futuros times já confirmados.

Eis que um grupo de torcedores do Columbus Crew chamado Massive City resolveu dar as suas boas-vindas ao novo time da MLS com uma calorosa recepção. O perfil de torcedores fez a brincadeira a seguir:

Mensagem dos torcedores do Columbus Crew

Mensagem dos torcedores do Columbus Crew

A mensagem diz o seguinte:

“Querida Atlanta, bem-vinda à Major League Soccer. Nossos cumprimentos mais calorosos dos seus velhos amigos de Ohio”.

A grande questão é que o homem da foto é William Tecumseh Sherman, nascido na região de Columbus e que foi o general do Norte na Guerra Civil Americana responsável pela destruição de Atlanta, que foi queimada e transformada em cinzas em 1864. O general comandou a chamada “Marcha ao Oceano”, que foi de Atlanta até o porto de Savannah. Ele e o comandante do exército americano, o General Ulysses S. Grant, acreditavam que a guerra civil terminaria se a estratégia, economia e capacidade psicológica de guerra dos Confederados fossem atacados de modo decisivo. A estratégia adotada foi a de terra arrasada. O exército do norte queimou colheitas, matou o gado e consumiu os suprimentos. Os danos causados foram bastante graves à indústria, infraestrutura e mesmo às casas e propriedades de civis.

David J. Elcher , no livro “The Longest Night: A Military History of the Civil War” (A mais longa noite: a história militar da Guerra Civil”), descreveu a invasão de Atlanta assim:

“Sherman completou uma incrível tarefa. Ele desafiou os princípios militares operando profundamente em território inimigo e sem suprimentos ou comunicação. Ele destruiu muito do potencial do Sul e da psicologia para fazer a guerra”.

Esse episódio da história americana aparece no filme “E o vento levou”, um clássico do cinema, quando a cidade vem abaixo sob chamas.

Mexer com algo relacionado a uma guerra parece sempre uma questão polêmica, mas Atlanta, e o estado da Georgia como um todo, parecem gostar bastante de lidar com temas ligados à Guerra Civil. O time de hóquei da cidade, criado em 1971, tinha o nome de Atlanta Flames (depois foi vendido a se tornou Calgary Flames, que existe até hoje). O nome foi uma homenagem justamente a esse evento, Atlanta ter sido colocada abaixo em chamas.

A rivalidade entre Columbus e Atlanta na MLS não surgiu 40 minutos antes do nada, como o Fla-Flu. Mesmo assim, surgiu antes de um dos clubes existirem. E tem tudo para ser acirrada quando os dois times efetivamente se encontrarem em campo.

Via Deadspin