Portugal Soccer

Não houve glória maior neste domingo de Páscoa do que a de Jesus, Jorge Jesus

A tradição cristã comemora o domingo de Páscoa como a data da ressurreição de Jesus. E o futebol português teve sua Páscoa particular nesta temporada, com a glória de um xará do filho de Deus: Jorge Jesus, técnico do Benfica. Ele não tem o poder de caminhar sobre as águas ou transformar água em vinho. Porém, dá para dizer que ressurgiu justamente no dia santo, após atravessar seu calvário particular. Não ressuscitou ao terceiro dia, mas sim depois do terceiro vice-campeonato. Para viver a felicidade plena ao tornar os encarnados novamente os melhores do Portugal.

>>> O Benfica se reencarna como campeão para superar suas tragédias e honrar seus ídolos

Na derrota para o Porto na temporada passada, que tirou o título das mãos dos benfiquistas, a cena de Jorge Jesus caindo de joelhos à beira do gramado, logo após o gol de Kelvin, foi emblemática (assista aqui). Depois disso, o técnico foi contestado por sua permanência, pelos altos salários pagos pelo clube e até mesmo se envolveu em uma briga com policiais para defender os torcedores de seu time. Apesar de tudo isso, seguiu à frente do Benfica. Para ter o direito de extravasar depois da conquista.

Se Jesus saiu do túmulo e veio à luz em vestes brancas, Jorge Jesus se cobriu de vermelho ao sair do Estádio da Luz. Foi recebido com enorme festa por seus fiéis, a torcida encarnada nos arredores do estádio. Teve até policial que quis dar uma de São Tomé e não acreditar no que estava presenciando, que aquele era mesmo Jesus e não um reles mortal. Mas a Páscoa é período de perdão e o treinador nem se importou com a confusão. Aos benfiquistas, se renova a esperança da glória, que, neste momento, corresponde aos títulos da Taça de Portugal e da Liga Europa. Se Jorge Jesus conseguir isso, não é de se duvidar que seja bendito pelos séculos dos séculos em Lisboa.

Abaixo, o vídeo da comemoração de Jorge Jesus, quando foi confundido com um torcedor. E a imagem acima é de um cartaz levado pelos próprios encarnados no jogo contra o Arouca, na última semana. Confira: