Após anunciar sua despedida da seleção, Pavel Nedved acenou hoje com a possibilidade de voltar a vestir a camisa da República Tcheca. O meia voltaria para defender a equipe nas partidas da repescagem contra a Noruega.

Nedved deixou a seleção há treze meses, após sofrer uma lesão no joelho durante a disputa da última Eurocopa. “Meu corpo não suportaria a enorme carga de representar o meu país e cumprir meus compromissos com a Juventus”, justificou, na época, sua decisão.

Porém, a chance de levar a República Tcheca para o Mundial parece tê-lo feito mudar de opinião. “Ninguém me chamou ainda. Mas, se fizerem isso, considerarei seriamente a chance de jogar. Seria por dois jogos, mas ficaria muito feliz em ajudar meu país”, revelou, em entrevista a uma emissora de tevê italiana.