O negócio desse Bayern de Munique é mesmo quebrar recordes. Depois de ser campeão alemão com mais de meia dúzia de marcas históricas e ficar 37 jogos de Bundesliga consecutivos invicto, a hegemonia da equipe que começou a ser brilhante com Jupp Heynckes e continua com Pep Guardiola estendeu-se à Europa. O Bayern venceu o CSKA Moscow por 3 a 1 e chegou a dez vitórias seguidas na Liga dos Campeões. Superou o Barcelona de 2002/03 e agora detém a maior sequência da história da competição.

“Já falamos que não jogamos por recordes, mas para ganhar títulos. É fantástico chegar a 10 vitórias, principalmente porque passamos por Barcelona e Borussia Dortmund nesse período”, disse Arjen Robben, autor do primeiro gol desta tarde na Rússia.

Mesmo classificado, Guardiola mandou uma equipe quase completa para a Arena Khimki. A escalação titular foi quase idêntica à que venceu o Borussia Dortmund no fim de semana pela Bundesliga, com a exceção de Mario Götze como centroavante no lugar de Mario Mandzukic.

A temperatura chegou a sete graus celsius negativos, mas nem o frio, nem a neve, nem o CSKA Moscou – e aparentemente nenhum time – consegue parar o Bayern de Munique. Olha como ficou o estádio:

A Arena Khimki foi tomada pela neve (Foto: AP)

A Arena Khimki foi tomada pela neve (Foto: AP)

A nevasca não deu folga nem durante o jogo (Foto: AP)

A nevasca não deu folga nem durante o jogo (Foto: AP)