VEJA TAMBÉM: Alemanha fulminante massacra Brasil atordoado

BRASIL

Júlio César – 3,5

No primeiro e no sétimo gol, até pode se ver alguma falha do goleiro brasileiro, mas não nos outros. No segundo tempo, ainda conseguiu fazer algumas defesas e evitar mais gols da Alemanha.

Maicon – 2

Mal na defesa e ineficiente no apoio.

David Luiz – 1,5

Deixou Müller escapar no primeiro gol e, no geral, esteve mal posicionado. Ainda tentou apoiar o ataque no segundo tempo, mas não conseguiu.

Dante – 1

Não apareceu no jogo. A Alemanha passou como quis por ele.

Marcelo – 2

Mal posicionado na jogada que terminou no gol de Klose. Tentou apoiar, mas afunilou demais e pouco pode fazer.

Luiz Gustavo – 1,5

Outro que mal foi visto em campo. Não conseguiu ajudar a parar a tarde inspirada do ataque alemão.

Fernandinho – 0,5

Desatento, falhou em dois gols no primeiro tempo.

(Paulinho – 3)

Entrou e deu trabalho para Neuer em alguns chutes.

Bernard – 2

Perdido em campo, pouco produziu ofensivamente, perdendo quase todos os lances para a zaga alemã.

Oscar – 3,5

Demorou a perceber que o meio-campo brasileiro precisava dele aparecendo mais recuado. Foi quem mais tentou e acabou premiado com o gol de honra.

Hulk – 1,5

Mais uma vez, começou na esquerda, onde não rende o máximo. Depois, na direita, fez pouco, não chegando nem a arriscar um chute sequer.

(Ramires – 3)

Entrou no intervalo e ainda tentou fazer alguma coisa para tentar dar um pouco mais de volume ofensivo ao Brasil.

Fred – 1

Assim como em praticamente todos os jogos da Copa, pouco participou do jogo, ficando preso na marcação dos zagueiros alemães.

(Willian – Sem nota)

Entrou quando já não havia mais o que fazer.

PROBLEMAS À VISTA: Dez coisas que só Felipão não estava vendo

DEVAGAR COM O ANDOR: Não faltou talento ao Brasil, faltou um time bem armado

ALEMANHA

Neuer – 7

No primeiro tempo, praticamente não teve trabalho. No segundo, impediu um gol do Brasil logo nos primeiros minutos após o intervalo em vários lances.

Lahm – 7,5

Duas assistências. Bem no apoio e na marcação.

Boateng – 6,5

Deu um carrinho com ótima precisão em boa chegada de Marcelo no primeiro tempo. Fora isso, fez partida razoável, sem muito trabalho.

Hummels – 6,5

Praticamente não teve trabalho no primeiro tempo. Com o jogo resolvido, foi poupado e saiu no intervalo.

(Mertesacker – 6)

Entrou no intervalo, já com a partida resolvida. Teve um pouco de trabalho no começo do segundo tempo, mas não comprometeu.

Höwedes – 5,5

Era quem mais errava no começo do jogo, quando as ações ainda estavam equilibradas. Depois dos cinco gols, praticamente não teve trabalho e pode guardar sua posição defensiva.

Khedira – 8

Bem na marcação e no apoio, terminou com um gol e uma assistência.

(Draxler – Sem nota)

Entrou com o jogo definido e ficou pouco tempo em campo.

Schweinsteiger – 7

Marcou e distribuiu o jogo como quis.

Kroos – 9

Dois gols e uma assistência. Marcou, armou, distribuiu passes e chegou para finalizar na área.

Müller – 8

Um gol de oportunismo e uma assistência. Fez boa partida contra um sistema defensivo completamente perdido.

Klose – 7,5

Apareceu bem para marcar o seu, ultrapassar Ronaldo e se tornar o maior artilheiro das Copas.

(Schürrle – 8)

Entrou no segundo tempo querendo jogo e fez dois belos gols.

LEIA TAMBÉM:

ÁRBITRO

Marco Rodríguez (MEX) – 6,5

Deixou passar um cartão para Müller por falta em Marcelo, mas foi regular. Acertou em não marcar nenhum pênalti para o Brasil em vários mergulhos na área.

LEIA TAMBÉM: Khedira e Kroos foram os tratores que esmagaram o Brasil

RECORDE: Alemanha impõe ao Brasil a maior derrota da sua história

E AGORA? Massacre alemão sepulta passado brasileiro. Mas qual será o futuro?