Chega a reta final do Campeonato Brasileiro e os rumores tomam conta dos bastidores. Ofereceram a ‘mala preta’ para certo time entregar o jogo. Deram a ‘mala branca’ para que eles joguem mais. Uma realidade bastante diferente da Premier League. Que, por sinal, está investigando o Cardiff City por um incentivo do próprio clube aos jogadores para evitarem o rebaixamento, em uma bolada prometida pelo magnata Vicent Tan, dono dos Blue Birds.

Segundo o rumor, Tan teria chegado no sábado à noite ao hotel onde o elenco estava hospedado para a partida contra o Tottenham. Disse que os jogadores precisavam chutar mais se quisessem evitar o retorno à segundona e ofereceu £ 3,7 milhões para serem divididos entre eles se a permanência na Premier League for permitida.

Em vários lugares do mundo, nenhum problema nisso. O entrave é que, na Inglaterra, os clubes precisam de uma autorização da organização da liga antes mesmo de o campeonato começar se quiserem dar um bônus por objetivo cumprido. A opção é justamente para ajudar a proteger a integridade da competição.

Depois disso, Tan voltou atrás na oferta: “Não sabíamos que isso ia contra o regulamento. O bônus foi rescindido”. Afinal, diante da proibição, o Cardiff pode ser multado ou até mesmo perder pontos na tabela. Se a atuação já está difícil com os 22 pontos atuais, na 19ª colocação, imagine abaixo dessa marca. Se os £ 37 milhões gastos em transferências não foram suficientes para montar um clube de elite, não serão mais 10% que irão ajudá-lo agora.