Se o Manchester City já era temido durante a lesão de Sergio Agüero, o retorno impressionante do argentino só corrobora a tese de que os comandados de Manuel Pellegrini são, atualmente, os maiores concorrentes ao título. Mesmo com Álvaro Negredo voando, e Edin Dzeko também marcando seus golzinhos, Agüero está provando em sua volta que é imprescindível à equipe. Neste sábado, o jogador mudou o destino do City e evitou um vexame na Copa da Inglaterra ao marcar três vezes na virada por 4 a 2 sobre o Watford, da segunda divisão inglesa. Não dá nem para acreditar que o argentino voltou aos gramados na semana passada.

Antes de se contundir, Agüero vivia grande momento e disputava a artilharia da Premier League com Luis Suárez, do Liverpool. Sua lesão em dezembro deixou preocupados os torcedores do City, que imaginavam uma queda de produção da equipe sem seu principal jogador. No entanto, a ascensão fantástica de Negredo fez todos sentirem menos falta do argentino. Porém, seu retorno recheado de gols está lembrando todo mundo por que ele era considerado o grande expoente do time.

Desde que se recuperou da lesão, Agüero disputou quatro partidas, marcou seis gols e deu duas assistências

Desde sua recuperação, Agüero disputou quatro partidas: uma pelo Campeonato Inglês, uma pela Copa da Liga Inglesa e duas pela Copa da Inglaterra. Marcou em todas elas. Um gol em cada um dos três primeiros jogos e desta vez um hat-trick. Tudo indica que conseguirá manter a incrível média de gols que tem na Premier League. Em 16 jogos no campeonato nacional, foi às redes 14 vezes.

Além disso, a importância do atacante não passa apenas pelo seu faro de goleador. Agüero é também um grande criador de chances de gol para om City. Após sua volta, já deu duas assistências para companheiros marcarem, e no Campeonato Inglês soma oito passes para gols.

A grande fase vivida por Negredo, se mantida e associada ao retorno fantástico de Agüero, deixa o ataque do Manchester City ainda mais letal. O Barcelona terá um trabalho muito grande para brecar o time inglês nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Quanto à Premier League, os concorrentes ao título Chelsea e Arsenal precisarão se esforçar para superar suas limitações. Apesar de a dupla londrina estar jogando muito bem, não é suficiente para fazer competição aos Citizens. Os Gunners lideram, mas tudo indica que é questão de tempo para que Agüero e companhia coloquem na tabela o que já é claro na prática: o Manchester City é hoje o número 1 da Inglaterra.