O Barcelona contratou Neymar, e o Real Madrid retrucou levando Gareth Bale. Iniciou-se na Espanha o debate sobre quem teria se reforçado melhor, e muita gente ficou do lado do galês. Foi o melhor jogador da Premier League, era mais adaptado ao futebol europeu, sua seleção causa pouco desgaste por nunca jogar competições. Meio ano depois, o brasileiro já mudou a ideia de muita gente.

Nesta terça, o jornal inglês Guardian publicou a última parte de seu ranking dos 100 melhores jogadores do mundo de 2013. Neymar foi o sexto, posição pior do que alguns brasileiros imaginam para ele. Mas, considerando que ele jogou no Brasil na primeira metade do ano, até que está bom. Até porque ficou à frente de Bale, um bom termômetro para medir a aceitação ao ex-santista.

De qualquer modo, a lista tem suas polêmicas. Lionel Messi ficou em primeiro lugar. Ainda que o posto do argentino como melhor do mundo seja relativamente seguro, especificamente em 2013 ele não foi melhor que Cristiano Ronaldo e conquistou menos do que Ribéry. Aliás, difícil entender como Ibrahimovic se meteu entre esses três, pois seus grandes momentos foram na limitada Ligue 1.

A lista final do Guardian ainda coloca a Espanha como país com mais recursos individuais, com 17 indicados (contando Diego Costa, que apareceu no jornal inglês ainda como brasileiro). O Brasil tem dez, como a Alemanha. A Argentina ficou em quarto lugar, com nove.

Veja a lista de 20 primeiros e os brasileiros. A relação completa está aqui:

1) Lionel Messi (ARG/Barcelona)
2) Cristiano Ronaldo (POR/Real Madrid)
3) Zlatan Ibrahimovic (SUE/Paris Saint-Germain)
4) Franck Ribéry (FRA/Bayern de Munique)
5) Andrés Iniesta (ESP/Barcelona)
6) Neymar (BRA/Santos e Barcelona)
7) Gareth Bale (GAL/Tottenham e Real Madrid)
8) Cavi (ESP/Barcelona)
9) Luis Suárez (URU/Liverpool)
10) Sergio Agüero (ARG/Manchester City)
11) Robin van Persie (HOL/Manchester United)
12) Mesut Özil (ALE/Real Madrid e Arsenal)
13) Edinson Cavani (URU/Napoli e Paris Saint-Germain)
14) Arjen Robben (HOL/Bayern de Munique)
15) Philipp Lahm (ALE/Bayern de Munique)
16) Radamel Falcao García (COL/Atlético de Madrid e Monaco)
17) Thiago Silva (BRA/Paris Saint-Germain)
18) Robert Lewandowski (POL/Borussia Dortmund)
19) Yaya Touré (CMA/Manchester City)
20) Sebastian Schweinsteiger (ALE/Bayern de Munique)
36) Oscar (BRA/Chelsea)
41) Daniel Alves (BRA/Barcelona)
50) David Luiz (BRA/Chelsea)
53) Dante (BRA/Bayern de Munique)
59) Paulinho (BRA/Corinthians e Tottenham)
60) Marcelo (BRA/Real Madrid)
86) Marquinhos (BRA/Roma e Paris Saint-Germain)
92) Lucas (BRA/Paris Saint-Germain)