Em novembro, o Lyon proporcionou à sua torcida um dos momentos mais deliciosos de todos. Os Gones golearam o Saint-Étienne por 5 a 0 dentro da casa dos rivais. Como se isso não bastasse, Nabil Fekir comemorou o último tento tirando a camisa e mostrando aos torcedores alviverdes. Em um clássico geralmente quente, causou um enorme tumulto nas arquibancadas. Os jogadores foram obrigados a fugir pelo túnel e a partida só seria retomada com o estádio vazio – e sem Fekir em campo. Punido pela federação, o capitão foi recebido como herói na volta para casa, com os ultas imitando seu gesto. Já neste domingo, aconteceu o reencontro com os Verdes pelo segundo turno da Ligue 1. E a lembrança se repetiu. Desta vez, o OL criou um mosaico com a imagem de Fekir provocando os rivais.

Uma das mais fanáticas da França, a torcida do Lyon promoveu o espetáculo antes que a bola rolasse. De um lado, criou um mosaico com brasão da cidade, muito bem feito. No centro das arquibancadas, bandeiras se agitavam. Já no outro canto, surgiu a reprodução de Fekir exibindo o 18 às costas, enquanto um bandeirão mostrava a pantera (mascote do Saint-Étienne) se escondendo na cama, sob as cobertas. Uma pena que a festa não se correspondeu dentro de campo, com o tropeço dos Gones por 1 a 1.

O Lyon abriu o placar aos 19 minutos, em jogadaça de Mariano Díaz. O camisa 9 anotou um gol de centroavante, matando no peito e girando bonito para concluir. As lesões, todavia, minaram as expectativas dos anfitriões. Foram três substituições por lesão: Rafael, Lucas Tousart e o próprio Fekir. Diante da diferença mínima, o Saint-Étienne insistiu em busca do empate e conseguiu anotar o gol decisivo aos 45. Rémy Cabella ofereceu o passe a Mathieu Debuchy, decretando a igualdade.

Quarto colocado na Ligue 1, o Lyon não aproveitou o tropeço dos concorrentes. Tem 50 pontos, cinco a menos que o Olympique de Marseille e sete a menos que o Monaco, todos na briga pelas vagas à Liga dos Campões. Já o Saint-Étienne se recupera após o promissor mercado de janeiro. Invictos há cinco rodadas, os Verdes somam 34 pontos, no 12° lugar – mas compondo o amplo pelotão intermediário da liga, a cinco pontos da quinta posição.