A Federação Italiana de Futebol divulgou os números da primeira temporada da Serie A com a utilização do árbitro de vídeo. E os resultados são muito bons, tanto no conceito geral do VAR, quanto na evolução da metodologia ao longo das 397 partidas de Campeonato Italiano e Copa Itália em que o recurso esteve presente. 

LEIA MAIS: VAR não será usado na próxima temporada da Champions: “Muita confusão”

Os dados mais importantes: 117 decisões foram modificadas, média de uma a cada 3,29 partidas. A porcentagem de erros de arbitragem caiu consideravelmente de 5,78% para 0,89%. O tempo de revisão médio foi de apenas 31s5. Em caso de decisão modificada, sobe para 1min22s. O tempo médio de acréscimo foi apenas 13s superior ao da temporada anterior, sem a utilização do árbitro de vídeo. 

Das decisões modificadas, 76 aconteceram com a revisão do árbitro em campo – quando ele pede licença e vai checar o monitor. Quando isso acontece, o tempo médio de paralisação foi de 50s. Quando a informação factual vem dos assistentes externos, apenas 32s. 

Também é interessante notar como o tempo evoluiu ao longo da temporada. Nas três primeiras rodadas, uma revisão do VAR demorava 1min22s. Caiu para 31s5 na média geral. Quando a decisão era modificada, a galera precisava esperar longos 2min35s. Na média geral, caiu para 1min22s. 

O VAR interferiu decisivamente com infrações disciplinares. Houve uma queda em cartões amarelos (-12,3%), reclamações (17,5%) e cartões vermelhos (-7,1%). O dado mais chamativo é o de simulações. Diante da iminência de serem desmascarados pelo vídeo, os jogadores simularam 35,3% a menos do que na temporada anterior. 

Confira os números mais relevantes do relatório da Federação Italiana:

– 397 partidas

– 2023 revisões (5,1 por partida)

– 117 decisões modificadas (1 a cada 3,29 partidas, 59 pênaltis, 16 cartões vermelhos e 42 gols)

  • 76 decisões do árbitro modificadas com a revisão em campo
  • 41 decisões factuais modificadas
  • 18 decisões mantidas com a revisão em campo

Erros sem o VAR: 5,78%
Erros com o VAR: 0,89%

– Tempo de decisão do VAR nas primeiras três rodadas: 1min22s
– Tempo de decisão do VAR na média geral da Serie A: 31s5

– Tempo médio para uma decisão modificada nas primeiras três rodadas: 2min35s
– Tempo médio para uma decisão modificada na média geral da Serie A: 1min22s (32s com o VAR, 50s com a revisão em campo)

– Tempo de acréscimo: + 13s (5min28s em 2016/17, 5min41s em 2017/18)

– Tempo de bola rolando: +43s (50min30s em 2016/17, 51min13s em 2017/18)

– Quedas em cartões amarelos (-12,3%), reclamação (-17,5%), simulações (-35,3%) e cartões vermelhos (-7,1%)