Na última semana, a Puma lançou a nova camisa da seleção camaronesa. Um uniforme cujo gosto vai de cada um, mas que tem tudo para se marcar, mesmo diante da ausência dos Leões Indomáveis na Copa do Mundo. O gigantesco “leão rugindo” tomando o peito da camisa, em traços estilizados, é daquelas imagens que ficam na cabeça por sua originalidade. Pois a empresa alemã seguirá a linha com outras seleções africanas – enquanto no resto do mundo terá a marca d’água de maneira mais discreta. Nesta semana, o lançamento ficou por conta da Costa do Marfim, também com seu símbolo, o elefante, em traços geométricos e tomando toda a camisa.

O elefante, neste caso, fica um pouco menos marcado no pano laranja do que o leão no tecido verde. Ainda assim, marca uma identidade forte à seleção marfinense, que segue com chances de se classificar à Copa do Mundo. Na última rodada das Eliminatórias, os Elefantes recebem Marrocos em Abidjan e precisam impreterivelmente da vitória para se assegurar na Rússia. O empate beneficia os Leões do Atlas.

Além disso, na mesma linha, a camisa de Gana foi lançada. O modelo é mais contido, com destaque para a Estrela Negra no centro do peito, além da marca d’água ao redor dos símbolos. Os ganeses também não estarão na Copa, eliminados pelo Egito em seu grupo das Eliminatórias.