Otto Pfister, novo treinador da seleção de Togo, acompanhará bem de perto os principais jogadores da seleção e que atuam na Europa. Nas próximas semanas, o treinador viajará para a Europa para observar melhor os atletas. Além disso, ele anunciou os planos para a preparação da equipe para a disputa da Copa.

Em entrevista a uma emissora de rádio, Pfister comentou a respeito de sua viagem. “Há pelo menos sete ou oito jogadores que são a espinha dorsal da equipe. Já conversei por telefone com alguns jogadores e falarei e visitarei mais alguns nas próximas semanas”, disse.

Pfister assumiu o comando da equipe após a demissão de Stephen Keshi, que havia classificado o país pela primeira vez para a Copa. Porém, a péssima campanha na Copa Africana de Nações e o ambiente interno conturbado causaram a demissão do nigeriano.

O novo treinador adiantou que Togo fará quatro ou cinco amistosos antes da estréia no Mundial. “Eu me reunirei com dirigentes da federação togolesa nesta semana para acertar os detalhes destas partidas”, afirmou.

Ele espera ter um caminho tranqüilo para percorrer. “Não espero por muitos problemas. É um desafio novo para mim, mas tenho bastante experiência no futebol africano”, comentou.