Foi um jogo dos ataques. A Roma venceu o Chievo por 5 a 3, em uma partida com muitos brilhos individuais no ataque e falhas defensivas. A Roma chegou a 87 gols na Serie A, uma marca respeitável. Mais do que isso, o time precisava vencer para manter as chances de título. A vitória romanista obriga a Juventus a vencer para garantir o título neste domingo. Em caso de empate, a diferença se mantém em dois pontos e fica tudo para a última rodada.

LEIA TAMBÉM: Relógio intacto: gol no final, virada e Hamburgo se salva do rebaixamento mais uma vez

O jogo contra o Chievo foi movimentado, especialmente no primeiro tempo. Até porque o atacante Roberto Inglese, do Chievo, esteve em uma excelente jornada. O atacante foi quem brigou pela bola no alto e a bola sobrou para Lucas Castro, que finalizou de primeira para abrir o placar, aos 15 minutos.

A Roma não demorou a empatar. Em uma cabeçada do zagueiro Federico Fazio no meio-campo, Edin Dzeko fez o corta-luz e Stephan El Shaarawy driblou o goleiro e tocou para o gol, aos 28. Só que nove minutos depois, aos 37, novamente o Chievo passou à frente. Valter Birsa cruzou da esquerda para Inglese, livre dentro da área, marcar de cabeça e colocar novamente o time de Verona à frente no placar.

Aos 42, novo empate da Roma. Kevin Strootman passou para Mohamed Salah que fez uma jogada típica: puxou para o meio vindo da direita e chutou colocado. A bola ainda desviou de leve e matou o goleiro Sorrentino: 2 a 2.

O empate não era bom, então a Roma partiu para cima na segunda etapa. E logo no começo, aos 13, El Shaarawy recebeu lançamento perfeito de Strootman, em posição duvidosa, e marcou 3 a 2, virando o jogo para os romanistas. Com a vantagem, a Roma tentou controlar mais o jogo para não ficar trocando ataques e ficar tão exposta.

Conseguiu mais um gol aos 31 minutos. Salah recebeu de Dzeko, que fez o pivô, e chutou colocado no canto para ampliar o placar para 4 a 2. A Roma ainda faria 5 a 2, desta vez com o seu artilheiro sendo o autor. Dzeko recebeu fora da área e acertou um belo chute. Foi o seu 28º gol na Serie A, líder da artilharia do campeonato.

No finalzinho do jogo, após um escanteio, Inglese ainda aproveitou para marcar mais um e diminuir para 5 a 3. Depois disso, a Roma ainda teve Francesco Totti em campo para os minutos finais. Considerando que, ao que tudo indica, é a última temporada do eterno camisa 10, foi o último jogo dele fora de casa. A torcida presente ao estádio Marc’Antonio Bentegodi vibrou muito com a presença do astro.

A Roma chega a 84 pontos, uma pontuação extraordinária. Só que a Juventus tem 85, um a mais, e ainda jogo neste domingo com o Crotone, desesperado para sair da 18ª posição. Se a Juve não vencer, teremos a definição da Serie A na última rodada. Se vencer, o título é bianconero.

Foi mais uma demonstração da boa qualidade da Roma, com uma vitória e bom futebol jogador. Jogadores como Strootman, Salah, El Shaarawy e Dzeko seguem jogando muito bem. Ainda que o título não venha, por ser muito improvável, a Roma vai terminando a temporada em alta. Na próxima semana, a torcida deve fazer uma festa inesquecível para Francesco Totti, naquela que deve ser sua despedida.