O Bolívar faz uma das campanhas mais notáveis dessa Libertadores. Tirou pontos do Flamengo dentro do Maracanã e conseguiu ir além nesta quarta-feira. Embora só tenham empatado com o León em La Paz, os celestes foram muito além do troco na visita ao Nou Camp: venceram por 1 a 0, gol de William Ferreira. Os bolivianos foram fiéis a sua proposta de jogo. Defenderam-se muito bem e foram irrepreensíveis quando tiveram a chance de matar o jogo. Agora, dependem apenas de si mesmos para terminar na liderança do Grupo 7.

E o resultado influencia diretamente a vida do Flamengo na competição. Uma vitoria do León nesta quinta poderia ser boa de momento, mas não em longo prazo. Obrigaria os rubro-negros a bater o Emelec na próxima rodada se quisessem depender só de suas forças na rodada final. Em compensação, o triunfo do Bolívar torna praticamente obrigatória a vitória do Fla sobre o León em seu último compromisso. Em teoria, é mais fácil derrotar os mexicanos no Maracanã do que superar os equatorianos no Estádio George Capwell, um verdadeiro caldeirão.

Para resumir, um guia simples sobre a situação do Flamengo neste momento:

- Se o Flamengo vencer o Emelec: Vitória por um gol de diferença obriga o Flamengo também a derrotar o León no Rio de Janeiro para se classificar. Por dois gols de diferença ou mais, dá aos cariocas o luxo de empatar no Maracanã com os mexicanos, já que terão vantagem nos critérios de desempate – mas, assim, invariavelmente ficarão em segundo na chave. Para terminar na primeira posição, terão que vencer os dois jogos e ainda torcer por pelo menos um empate do Bolívar contra o Emelec em seu último jogo.

- Se o Flamengo empatar com o Emelec: Uma vitória simples contra o León já será o suficiente para a classificação, mas apenas em segundo. Um novo empate elimina os cariocas.

- Se o Flamengo perder para o Emelec: Nem rezando para São Judas Tadeu, padroeiro do clube e santo das causas impossíveis. O Fla será o único eliminado do grupo na rodada final.