O Football Leaks existe, segundo um de seus cofundadores, para lutar pela transparência no futebol, expondo sobretudo a influência de agentes e empresários nos clubes de futebol. Mas os seguidos documentos divulgados, além de revelar salários de jogadores, valores de transação e participações questionáveis de terceiros em contratos, também pode acabar trazendo detalhes bastante peculiares dos acordos entre clubes e atletas. Como a curiosa cláusula do contrato de empréstimo de Sebastián Coates com o Sporting que lhe impede de usar chuteiras vermelhas ou azuis.

VEJA TAMBÉM: Panfletos anônimos mostram lado ruim da política e prejudicam Sporting

O contrato de empréstimo de Coates (que pertence ao Sunderland) com o Sporting foi vazado nesta semana pelo Football Leaks e repercutido posteriormente no site do jornal português A Bola, que não destacou o valor de seus salários, mas sim a inusitada proibição ao uso de chuteiras com as cores dos rivais Benfica e Porto.

contrato-coates

Outros detalhes do acordo também são expostos, como a multa rescisória de € 5 milhões caso o Sporting queira contratar em definitivo o zagueiro uruguaio ou a possibilidade de extensão do contrato de empréstimo por mais uma temporada, mas nada tão chamativo quanto a cláusula da chuteira.

Se você defende um clube que tem rivalidades tradicionais e as cores das equipes são diferentes e parta da identidade dos times, evitar usar aquelas cores na sua chuteira é apenas questão de bom senso. Agora, porém, também sabemos que pode ser questão de contrato.