O empate do Liverpool com o Crystal Palace, que deixou o título da Premier League servido em uma bandeja ao Manchester City, foi ruim não apenas por essa consequência, mas também pelo modo como aconteceu e pelo resultado final: um 3 a 3, depois de estar vencendo por 3 a 0, sofrendo os gols em um espaço de tempo de menos de dez minutos, perto do fim da partida. Esse capítulo desta memorável temporada do Campeonato Inglês pode ter sido tratado como tragédia e inconformismo, porque o time grande envolvido no jogo é quem se deu mal, mas teve também um lado vibrante do time da casa, cujos torcedores guardarão na memória a partida como o ápice de uma reação incrível para fugir do rebaixamento.

>>> Em 15 minutos, o Liverpool viu seu sonho desmoronar

Nas primeiras dez rodadas, o Crystal Palace havia vencido apenas um jogo e perdido os outros nove, ainda sob o comando de Ian Holloway, figura excêntrica responsável por levar o time ao acesso à elite. Obviamente, ele não resistiu ao péssimo rendimento inicial e caiu, dando lugar ao interino Keith Millen e depois a Tony Pulis. E foi esse o grande nome da reação do clube, que acumula atualmente cinco vitórias e um empate nos últimos seis jogos.

Mais sensacional ainda que o trabalho do pragmático Pulis é a vibração da torcida do Palace. Se você viu algum jogo de um gigante inglês neste ano tendo a modesta equipe como visitante, notou como, mesmo em menor número, os torcedores do clube do sul de Londres faziam a festa mais barulhenta e animada. Jogando em casa, então, com uma reação depois de sair perdendo por 3 a 0, contra uma das melhores equipes da temporada, a festa não poderia ser menos empolgada.

O vídeo abaixo mostra o momento de explosão dos torcedores com o segundo tento de Dwight Gayle, que deixou o placar igualado. Ver o Liverpool, de elenco mais fraco em relação aos outros concorrentes ao título, deixar escapar pelos dedos uma conquista antes improvável e depois bastante alcançável, causou empatia em qualquer um, mas não dá para negar que foi uma noite fantástica para o Palace.