A arrecadação com ingressos é uma importante parte das finanças de qualquer clube, e para conseguir aumentar a renda nesse quesito, as equipes sabem qual caminho traçar. É preciso oferecer uma boa experiência para o torcedor, um verdadeiro dia de passeio em datas de jogo, e também, é claro, ter um estádio com o maior número de capacidade (sustentável financeiramente) possível. Por isso, nos últimos anos, diversos clubes estão revelando planos de ampliação, modernização ou até mesmo construção de estádios, e o Feyenoord é o mais novo deles.

>>> Não é só dentro de campo que a fase do Liverpool é boa: veja como vai ficar o novo Anfield

O novo De Kuip custará por volta de € 196 milhões e deverá ser modernizado a partir de 2015, com as obras sendo concluídas em 2018. Atualmente, a casa do time de Roterdã conta com capacidade para cerca de 51500 torcedores, mas a renovada arena teria 70 mil, tornando-se a maior da Holanda. Hoje, quem ocupa o posto é a Amsterdam Arena, onde joga o Ajax, com pouco mais de 53 mil lugares.

A BAM, consórcio escolhido pelo clube de Roterdã, garantiu que o atual De Kuip poderá seguir recebendo jogos enquanto acontecem as construções e que os torcedores que frequentam as arquibancadas do anel inferior sentirão uma sensível mudança a curto prazo do setor, que passará por uma renovação rápida, logo no início dos trabalhos.

>>> Conheça o novo estádio da Roma, já chamado de ‘Coliseu moderno’

Além da beleza estética que pode ser comprovada nas imagens abaixo, o novo De Kuip contará com algo bastante funcional, especialmente para eventos que não uma partida de futebol: um teto retrátil. Apesar de isso não afetar diretamente a equipe, torna a casa do Feyenoord mais atraente para a realização de shows e outras cerimônias, trazendo, portanto, mais renda para o clube.

Como a equipe de Roterdã não pode contar com presença constante garantida na Liga dos Campeões para ter receitas maiores, uma reforma como essa é essencial para o crescimento financeiro e, consequentemente, estrutural do clube. Na Itália, por exemplo, a Juventus tem dado um banho nos seus concorrentes quando o assunto é renda com estádio, tudo por causa da construção de sua moderna arena, enquanto maior parte dos outros clubes jogam em campos envelhecidos e com baixos públicos. A tendência é de que o Feyenoord experimente o mesmo crescimento econômico que os bianconeri nos próximos anos.

Novo de Kuip 2

Novo De Kuip 3