Lançado em 2009, o livro “Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil”, do jornalista Leandro Narloch, gozou de considerável sucesso, tanto que rendeu frutos. Do mesmo autor, vieram os guias politicamente incorretos da América Latina e da “História do Mundo”. O filósofo Luiz Felipe Pondé ainda escreveu o “Guia Politicamente Incorreto da Filosofia”.

Boa parte do sucesso dos livros se deve à polêmica suscitada por algumas afirmações, algumas delas acabando por abafar as próprias qualidades da pesquisa e do texto. Na Folha de São Paulo, o escritor e professor de literatura Idelber Avelar criticou o livro por isolar determinados aspectos e ignorar as contradições do processo histórico para formar uma argumentação que precisa ser absolutamente original e diferente, para ser “politicamente incorreta”, tendo como resultado um livro “tão ideológico quanto a ideologia que quer combater”.

Esta introdução é porque está chegando às livrarias em meados de abril o “Guia Politicamente Incorreto do Futebol”, dos jornalistas Jones Rossi e Leonardo Mendes Jr, e foi com este olhar, confesso, que recebi a notícia do lançamento do livro.

Veja a entrevista completa no Impedimento.