Não importou muito a distância ou a limitação no número de ingressos: a torcida do Olympique de Marseille invadiu Salzburgo nesta quinta-feira, para acompanhar sua equipe no jogo decisivo pela Liga Europa. Ainda assim, uma multidão bem maior ficou na Provença. E o Vélodrome, como sempre, serviu de ponto de encontro aos celestes que quiseram assistir à semifinal contra o Red Bull. A diretoria montou um telão no gramado e conseguiu encher um dos setores do estádio.

A velha casa parecia estar em conexão direta com a Áustria, sofrendo durante boa parte do duelo, mas comemorando como se o gol decisivo surgisse bem diante dos olhos. Quando Rolando desviou o escanteio cobrado por Payet, aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação, e determinou a classificação à decisão, acabou provocando o transe coletivo na galera. Uma euforia contagiante, que não se conteve ao apito final e logo começou a tomar as ruas. A noite será longa em Marselha e possivelmente durará mais algumas semanas, até a final contra o Atlético de Madrid. Quem sabe, para não terminar jamais, com o título continental que não celebram desde 1993.