O Legia Varsóvia venceu o Celtic por 6 a 1 no placar agregado e não passou à última fase preliminar da Liga dos Campeões porque escalou um jogador irregular. Foi punido pela Uefa e o segundo jogo, vencido por 2 a 0 em casa, teve o placar invertido para 3 a 0 a favor dos escoceses. Discussões à parte entre legalismo e legitimidade, a torcida dos poloneses tem motivos para ficar possessa, seja com a entidade ou com a diretoria pouco inteligente do clube.

LEIA MAIS: Legia dá uma de Portuguesa e é eliminado da Champions

Nesta quinta-feira, dia do sorteio dos grupos, o Legia enfrenta o Aktobe, pelas preliminares da Liga Europa, e a torcida decidiu que vai dirigir a sua raiva aos políticos da Uefa. Levou ao estádio Wojska Poskiego, em Varsóvia, um enorme bandeirão com um porco (capitalista) no lugar do continente europeu no logotipo da entidade. Ele segura um cartaz com o placar agregado do confronto com o Celtic, acima de uma frase: “Porque futebol não importa. Dinheiro importa”.

Concordando ou não com a punição, o protesto foi sensacional.