A comparação se torna natural. Em menos de um ano, o Atlético Mineiro marcou o seu segundo gol do meio de campo. O primeiro havia acontecido na decisão da Copa do Brasil, já no apagar das luzes, quando o Grêmio preparava a sua festa. Juan Cazares arriscou o chute do círculo central e foi bastante feliz, encobrindo Marcelo Grohe. Desta vez, a obra de arte aconteceu no Independência. Os atleticanos já venciam o Coritiba por dois gols de vantagem, quando Rómulo Otero mandou seu míssil. Estava em uma posição difícil, próxima da lateral, mas ainda assim teve uma felicidade imensa para surpreender Wilson. Fechou a conta em 3 a 0.

E aí, qual pintura te agrada mais? Sem dúvidas, dois tentos para serem repetidos ao longo dos anos pelo Galo.