A torcida da Roma esperava ansiosamente pelo retorno de Francesco Totti. Afinal, desde que o craque deixou o time, os giallorossi desandaram na Serie A. Quatro empates consecutivos, que não só deram a liderança para a Juventus, como também permitiram que os bianconeri abrissem distância. O capitão esteve no banco contra a Fiorentina neste domingo. Mas não foi exatamente ele que recolocou os romanistas no caminho das vitórias. A missão foi de outro recuperado: Mattia Destro, seis meses longe dos gramados.

O atacante havia lesionado o joelho ainda em junho, em compromisso com a seleção sub-21. Desde então, permaneceu no estaleiro, ficando no banco dos dois últimos jogos da Roma. Já neste domingo, entrou em campo para ser decisivo. Apenas dez minutos após substituir Alessandro Florenzi, aproveitou passe de Gervinho – o segundo dele na partida, após presentear Maicon no primeiro tempo – para anotar o tento da vitória por 2 a 1. Não só garantiu a festa da torcida no Olímpico, como também deixou a equipe a três pontos da Juve.

“A única coisa que importa para mim é voltar aos gramados, não quero que aconteça uma lesão grave de novo comigo nunca mais. Marcar o gol também foi maravilhoso. Estava fora por um longo tempo, mas isso ficou para trás”, afirmou, na saída de campo. Um gol importante não apenas para restaurar sua confiança, mas também para retomar o embalo da Roma. Se Totti não voltou neste domingo, sua falta nem foi sentida com o xodó da noite.