A torcida da Holanda é sempre marcante em Copas do Mundo. Muito pelo laranja, que chama tanta atenção. Mas também pelos personagens que tornam as arquibancadas da Oranje sempre um carnaval. Fantasias de leões, homens com ternos laranja, muitas famílias e também os personagens folclóricos. Entre os principais, o Oranje Generaal. Codinome de Winfried Witjes, que acompanha a seleção em todos os torneios desde 1994.

Por muito pouco, o Generaal não esteve no Brasil. Com problemas financeiros, Witjes não ia ter dinheiro para comprar ingressos e passagens. No entanto, é tão amado pela torcida holandesa que uma vaquinha juntou a grana para que o personagem assistisse a Copa. E ele ganharia mais um grande presente. Após a decisão do terceiro lugar, Robin van Persie foi até o Generaal para entregar-lhe a braçadeira de capitão. O verdadeiro capitão da massa laranja que invadiu o Brasil. Uma lembrança enorme para uma vida de dedicação à seleção.