Leen Vente tem o seu nome marcado na história do Feyenoord. O atacante, presente nas Copas do Mundo de 1934 e 1938, defendeu o clube de Roterdã por apenas quatro anos. Ainda assim, foi dele o primeiro gol da história do Estádio De Kuip. Após um cruzamento da esquerda, o artilheiro apareceu no miolo da grande área e desviou de cabeça, abrindo a vitória sobre o Beerschot por 5 a 2. Seu nome segue lembrado pelos torcedores muito por conta deste tento pioneiro.

Oitenta anos depois, o sangue dos Vente voltou a correr nas veias do Feyenoord. Dylan Vente é sobrinho-neto do velho Leen – embora não tenha conhecido seu tio-avô, falecido uma década antes de seu nascimento. Neste domingo, o atacante de 18 anos disputou sua terceira partida pela equipe principal. E anotou seu primeiro gol de maneira impressionante. Não que tenha sido um golaço, longe disso, durante a saraivada por 7 a 0 sobre o Sparta Roterdã. O que chama mesmo a atenção é a semelhança com aquele tento de Leer Vente há 80 anos. Da mesma forma, depois de um cruzamento da esquerda, o prodígio completou de cabeça. Só não dá para dizer que foi exatamente da mesma posição porque, desta vez, o Feyenoord não atuava no Estádio De Kuip, e sim no Het Kasteel. Para quem acredita em destino, de qualquer maneira, as imagens são um prato cheio.