A seleção portuguesa não vai chegar muito longe (Foto: AP)

Os europeus na Copa, parte 2: desses, ninguém espera nada

A Copa do Mundo é legal, mas para garantir que ela de fato vá acontecer, aqui seguem as nossas sempre embasadas opiniões, agora sobre os europeus que sabemos que nunca vão chegar a lugar nenhum.

LEIA MAIS: Os europeus na Copa, parte 1: os ex-campeões do mundo

HOLANDA

A participação da Holanda em Copas se resume a fiascos homéricos quando tem um timão, ou entregadas na final quando também tem um timão. Com todo esse karma, e ainda faz do Robben a principal peça, a certeza é que a camisa só não é amarela porque deu problema na máquina de lavar.
Nível de expectativa: pouco – a impressão é que ninguém lembra que Holanda está na Copa
Tipo de fiasco: extremo – se bobear perde até pra Austrália

SUIÇA

A seleção levou tão a sério ser o país neutro do mundo que aparentemente ninguém do time é de fato suiço. O que quase nos dá a certeza que o famoso relógio na verdade seja paraguaio e vá estragar já já.
Nível de expectativa: moderado – ótima geração de não-suiços
Tipo de fiasco: moderado – todos sabem que vai cair em algum ponto e ninguém dá a mínima

PORTUGAL

Dizem que os melhores alucinógenos são encontrados embaixo de esterco de vaca, uma perfeita alusão ao principal jogador do time em relação ao resto. Dizem, também, que é muito difícil de achar e no fim você apenas suja as mãos na bosta. E em Copas tem sido difícil achar a estrela do time.
Nível de expectativa: moderado – é um desejo secreto dos jornalistas pra provar que Cristiano Ronaldo é mais que marketing
Tipo de fiasco: alto – ele é mais que marketing, sim, mas o resto do time é uma propaganda da Open English

GRÉCIA

Diria que o país vai pagar os pecados com essa seleção. Mentira, porque o país não tem dinheiro pra pagar nem isso.

TUM DUM TSSSSSS

Nível de expectativa: nenhum – rodada grátis pra cada gol do time, e nenhum bar vai a falência
Tipo de fiasco: nenhum – um empréstimo com o Japão e já valeu participar

BÓSNIA E HERZEGOVINA

A primeira vez é sempre complicada. E uma primeira vez contra Messi no Maracanã é tipo embarcar na experiência com o Rocco Sifredi. E depois tem a Nigéria. Bom, deixa pra lá.
Nível de expectativa: nenhum – alguém acertar o nome Herzegovina
Tipo de fiasco: nenhum – é cego dirigindo moto, o que vier já tá bom

CROÁCIA

Além da irrefutável piada de que a camiseta parece uma toalha de cantina do Bexiga, tem dois brasileiros no time, já estreou contra o Brasil em outra Copa, e a principal torcida do país se chama “Torcida”. É quase como se tivesse jogando em casa – só que sem cama, sofá, geladeira e fogão.
Nível de expectativa: pouco – não ser confundida com a Sérvia
Tipo de fiasco: pouco – caso perca pro México, isso é sempre um fiasco

RÚSSIA

Só tem jogador que atua no Campeonato Russo, o que significa que só umas 7 pessoas no Brasil estão aptas a comentar as chances do time. Na verdade 2, porque 5 já tiveram de voltar para o hospício.
Nível de expectativa: médio – não tem o Arshavin, já é uma vantagem
Tipo de fiasco: pouco – se eu fosse o único classificado pra próxima Copa, começaria a beber agora mesmo.

Você também pode se interessar por:

>>>> Carta aberta à torcida Playstation

>>>> As nabas que o seu clube mandou para a Europa – edição Internacional

>>>> Desconstruindo Mitos Europeus #1 – o famoso planejamento dos clubes

>>>> Como nenhum desses jogadores foi se desenvolver na Europa?