Esqueça aquele Crystal Palace do começo da temporada que passou as sete primeiras rodadas sem marcar um gol. Este novo time comandado por Roy Hodgson é muito mais difícil de ser batido, como o Arsenal experimentou nesta quinta-feira. A equipe de Arsène Wenger passou por alguns apuros, e viu o adversário encostar nos minutos finais, mas conseguiu uma importante vitória por 3 a 2, com uma bela apresentação de Alexis Sánchez.

LEIA MAIS: Arsenal 3 x 3 Liverpool: um thriller cheio de erros que não ficou bom para ninguém

Aproximando-se da janela de inverno, crescem as especulações em torno de Sánchez, cujo contrato termina no próximo mês de junho. O chileno respondeu com uma bela exibição de futebol. Depois de Mustafi abrir o placar com uma boa finalização, Sánchez descolou um lindo passe para deixar Özil na cara do gol. O desvio quase ampliou o placar, em um primeiro tempo totalmente dominado pelo Arsenal.

O Palace voltou com tudo do intervalo e pressionou. Conseguiu o empate com Townsend, completando jogada de Zaha. Mas, em cinco minutos, Sánchez resolveu a parada. Lacazette rolou para o chileno bater de primeira, no canto de Speroni. O renascido Jack Wilshere, em seu quarto jogo seguido atuando os 90 minutos pelo Arsenal, o que não acontecia há quatro anos, deu um lindo lançamento para Sánchez, que matou na coxa e tocou na saída do goleiro.

Aos 44 minutos do segundo tempo, Tomkins empatou em escanteio, e o Palace esboçou uma busca pelo empate. O Arsenal, porém, resistiu. E depois de três empates e uma derrota em cinco rodadas da Premier League, ganhou de um adversário em ascensão. Está em sexto lugar, a um ponto do Liverpool, o quarto colocado e último classificado à próxima Champions League.

.