Quando se fala em Real Madrid, um dos jogadores que é especulado para deixar o clube ao final da temporada é Gareth Bale. Aos 28 anos, o galês sofreu com lesões no clube e perdeu espaço. Ele, porém, segue como um jogador importante. Mesmo assim, é sempre especulado para deixar o clube. Para Ryan Giggs, técnico da seleção galesa, Bale não deveria deixar o clube espanhol.

LEIA TAMBÉM: Na estreia de Giggs, Bale comanda goleada contra China e se torna o maior artilheiro de Gales

Há algumas temporadas que Bale é especulado como alvo do Manchester United. O treinador da seleção galesa não acredita que a melhor opção para o seu craque seja deixar o clube onde está. “É o Real Madrid. Há apenas alguns poucos times que têm essa aura. É claro que você quer ficar lá. O que Gareth ganhou, três Champions League? A prova é essa. Quando você está em clubes como esse, você sempre irá conquistar títulos”, afirmou o técnico Ryan Giggs.

Na goleada por 6 a 0 contra a China, na sexta-feira, Bale chegou a 29 gols pela seleção de Gales e, assim, tornou-se o maior artilheiro da seleção, superando o lendário Ian Rush. Giggs também começou como ponta, mas se tornou um meio-campista mais recuado com o passar dos anos, atuando inclusive como meia central, ao lado dos volantes.

Bale, por sua vez, começou até como lateral esquerdo, passou para a ponta esquerda e, agora, se tornou um atacante e artilheiro. Não é um centroavante, mas marca gols com facilidade, inclusive de cabeça. Para Giggs, a evolução de Bale se assemelha, de alguma forma, com a de Cristiano Ronaldo. “Gareth tem a habilidade de marcar todos os tipos de gols e há similaridades com Cristiano Ronaldo. Os dois começaram como pontas e se tornaram artilheiros”, descreveu o técnico de Gales.

Nesta temporada, Bale tem 29 jogos pelo Real Madrid, com 12 gols e sete assistências. Teve uma lesão de panturrilha que o afastou 14 jogos na temporada. Forte, com 1,85 metro, canhoto, ele se tornou um jogador que marca mesmo muitos gols, muito mais que Isco, Vazquez ou Asensio. Atualmente, o jogador que pode acabar perdendo lugar para Bale não é nenhum desses: é Karim Benzema, o centroavante, que não tem conseguido grandes atuações. Talvez seja aí que Bale tenha mais espaço.