Acho que ele não achava que o levariam a sério. O torcedor Craig Delew, de 19 anos, disse para o executivo-chefe do Leyton Orient, Matt Porter, que limparia todos os assentos do estádio East Stand, com capacidade para 3,636 pessoas, caso o clube trouxesse de volta o goleiro bósnio Eldin Jakupovic.

O goleiro havia jogado quatro vezes pelo Leyton, antes de ser chamado de volta pelo seu clube, o Hull City, que teve Allan McGregor suspenso, mas dois dias depois, ele voltou para o clube da terceira divisão inglesa.

“Como todo bom clube, nós decidimos nossa política de transferência com base no que nossos fãs tuítam”, brincou Porter, que se comunicou com Delew pela rede social. Guardou a promessa do jovem na memória e, quando trouxe Jakupovic de volta, exigiu que ele limpasse os assentos.

Ao menos, ele conseguiu ver a vitória por 2 a 0 sobre o Stevenage do camarote dos diretores, conheceu o seu ídolo bósnio e ganhou um par de luvas dele. E ainda mostrou que é um homem de palavra.