O Tottenham pode se tornar o primeiro clube da história da Premier League a fechar o mercado de verão sem uma contratação sequer. A diminuição significativa da janela até possui sua influência, mas está distante de explicar a postura dos Spurs, sem cometer grandes loucuras em tempos nos quais conclui seu novo estádio. Aguardava-se que o clube fizesse contratações pontuais, ainda mais depois de renovar o contrato de Mauricio Pochettino, sob a promessa de um salto competitivo no elenco. A permanência de jogadores importantes indica isso, mas questiona-se a ausência de reforços que pudessem preencher lacunas. Às vésperas da estreia na temporada, entretanto, o treinador botou panos quentes no assunto. Garantiu que os londrinos devem vir mais fortes pela experiência de seus jogadores e que a falta de novidades não terá impactos negativos, por mais que a concorrência tenha se mexido.

“Estou feliz em manter o elenco junto. Existiram muitos rumores no verão, sobre jogadores que sairiam. O clube fez um esforço enorme para estender os contratos, como aconteceu com Harry Kane, por exemplo. A diretoria também está tentando finalizar o novo estádio o mais rápido possível. É difícil para as pessoas do futebol entenderem que o Tottenham não contratou ou não vendeu jogadores – mas às vezes você precisa agir de maneira diferente no futebol”, apontou Pochettino.

“Estamos felizes com nosso elenco e não pudemos acrescentar reforços. Mas é melhor manter nosso time junto, acreditamos muito em nossos jogadores. Não há nada que diga que não repetiremos os resultados das últimas temporadas. Temos mais experiência, com jogadores que competiram no nível mais alto durante a Copa do Mundo. Temos o capitão da seleção campeã. É uma experiência fantástica para ele transmitir ao nosso time. Certamente, seremos melhores, não tenho dúvidas quanto a isso”, complementou.

Perguntado sobre a negociação com Jack Grealish, do Aston Villa, o treinador preferiu não dar detalhes sobre algo que possivelmente não se concretizará: “Não falo sobre os jogadores que estão em outros clubes. Estou feliz com o elenco, feliz com os jogadores. Trabalhamos para acrescentar novas peças, mas quando não é possível, precisamos seguir em frente. Acredito na maneira como trabalhamos e não tenho dúvidas que seremos competitivos, com ou sem contratações”.

Por fim, Pochettino comentou sobre o desafio de preparar o Tottenham para o início da Premier League, sem poder contar com a maioria de seus titulares durante a pré-temporada. O sucessos de muitas seleções na Copa do Mundo impactou diretamente sobre o trabalho dos Spurs, considerando os nomes importantes presentes nos elencos de Inglaterra, Bélgica e França. Nove atletas só se integraram ao grupo na última segunda-feira. A estreia na liga acontece no sábado, visitando o Newcastle em St. James’ Park.

“Estou muito feliz por terem voltado a treinar. Estou orgulhoso, eles estão focados e tentaram chegar em boas condições físicas. Alguns jogadores estarão bem para começar a partida, outros ficarão no banco. Talvez alguns precisem continuar as atividades para chegar ao melhor nível, porque não queremos correr riscos. O Newcastle tem uma vantagem na preparação, mas não é razão para reclamarmos. Não somos vítimas, precisamos nos adaptar à situação, e estou certo que seremos competitivos”, apontou.