A polícia belga investiga o envolvimento de um empresário chinês em um suposto esquema de manipulação de resultados no país. Zheyun Ye foi detido no dia 2 de novembro em um quarto de um hotel em Bruxelas. Após prestar depoimento, Ye foi solto, mas continua na mira da polícia.

De acordo com as autoridades belgas, as investigações caminham em um bom ritmo. O computador de Ye foi apreendido e está sendo analisado. O empresário, de 40 anos, é o proprietário do AC Alianssi, clube da primeira divisão finlandesa.

No ano passado, Ye queria comprar uma equipe belga, mas não teve êxito. Em junho de 2005, o chinês comprou o Alianssi, que logo se envolveria em um escândalo semelhante. O time foi multado pela federação finlandesa após perder para o Valkeakoski Haka por 8 a 0. As apostas de dinheiro nesta partida foram muito superiores ao comum. O Alianssi foi multado em chr(128) 10 mil pelo ´´corpo-mole´´, mas não foi comprovado o envolvimento com as apostas.

Dois jogos do campeonato belga desta temporada chamaram a atenção das autoridades por conta do grande volume de dinheiro deixado em um site de apostas. Segundo o jornal De Morgen, a Betfair, sociedade britânica de apostas pela internet, registrou apostas de cerca de chr(128) 600 mil para o jogo St. Truiden 1×3 La Louvière, em 29 de outubro, e cerca de chr(128) 230 mil para Cercle Brugges 2×1 St. Truiden, em 5 de novembro. De acordo com o diário, as apostas para partidas da Jupiler League ficam entre chr(128) 10 mil e chr(128) 25 mil.

Roland Duchâtelet, presidente do St. Truiden, ordenou uma investigação interna no clube. Além disso, adicionou ao contrato dos jogadores uma cláusula na qual alerta que, caso haja envolvimento deles em apostas de jogos do próprio time, constituirá uma causa de afastamento imediato.