Confira quem jogou bem na opinião da Trivela na vitória da Espanha sobre Portugal no primeiro jogo da semifinal da Euro. Os espanhóis venceram por 4 a 2 nos pênaltis após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação.

Portugal

Rui Patrício – Fez uma defesaça em conclusão de Iniesta na prorrogação e ainda pegou um pênalti. 6,5.

João Pereira – Teve dificuldade para conter as investidas de Jordi Alba na esquerda, mas não comprometeu. 5,5.

Pepe - Um partidaço. Um dos grandes zagueiros da Euro. 7,5.

Bruno Alves - Um pouco abaixo de Pepe, mas também muito seguro. 6,5.

Fábio Coentrão – Mostrou mais uma vez que é melhor na seleção do que no Real Madrid. 7,5.

Miguel Veloso - Discreto, cumpriu sua função. 6.

Custódio – Atuou muito pouco. Sem nota.

Raul Meireles - Correu, se esforçou, mas não foi brilhante. 6.

Silvestre Varela – Atuou por pouco tempo. Sem nota.

João Moutinho - O melhor em campo. Pena ter perdido o pênalti na decisão. 7,5.

Nani - Pouco produtivo no ataque, mas lutou bastante. 6.

Cristiano Ronaldo – Novamente, foi quem mais chutou, mas não foi decisivo como nas quartas de final. 6,5.

Hugo Almeida – Dois chutes próximos da arquibancada e muita vontade. Só. 5,5.

Nélson Oliveira - Não acrescentou nada ao time. 5.

Paulo Bento – Não foi covarde, enfrentou a Espanha de igual para igual e só por isso merece aplausos. 7.

Espanha

Iker Casillas – Decisivo nos pênaltis novamente, não foi exigido na partida. 5,5.

Álvaro Arbeloa – Abusou das faltas, mas marcou muito. 5,5.

Gerard Piqué - Muito bem na cobertura, ganhou todas de Cristiano Ronaldo. 7.

Sergio Ramos - Seguro na marcação, nos passes e na cavadinha. 7.

Jordi Alba - O desafogo na lateral espanhola. 6,5.

Sergio Busquets – Eficiente nos passes e nos desarmes, deu fluidez de jogo no meio. 6,5.

Xabi Alonso – Novamente o mais participativo do time. Mas não foi decisivo e ainda perdeu o pênalti. 6.

Xavi – Excelente nos passes, mas pouco incisivo. 6.

Pedro - Deu velocidade ao time, que passou a atacar mais. 6,5.

David Silva – Muito mal na partida. Ciscou muito e produziu pouco. 4.

Jesús Navas – Abriu mais o time e lutou bastante. 5,5.

Andrés Iniesta – Foi quem mais tentou na Espanha, além de ter aberto a contagem nos pênaltis. 7.

Álvaro Negredo – Inoperante, errou quase tudo o que tentou. 3,5.

Cesc Fàbregas – Melhorou o ataque do time e participou muito da partida. 6,5.

Vicente del Bosque - Errou ao escalar Negredo. 4.