O Napoli não vence o Campeonato Italiano desde a temporada 1989/90. Naquele ano, tinha no ataque um brasileiro: Careca. O ex-jogador do Guarani e São Paulo se transferiu para o Napoli em 1987. Conquistou o título da Copa da Uefa em 1990, além do Campeonato Italiano daquele ano, ao lado de Diego Maradona. E Careca, atualmente com 56 anos, acredita que em 2017/18, o Napoli pode voltar a conquistar o Scudetto.

LEIA TAMBÉM: Ataque fulminante: Napoli marcou pelo menos três vezes nas últimas 11 rodadas da Serie A

“Levou um tempo até absorver a saída de Gonzalo Higuaín, como o luto de um membro da família, mas agora sem ele o time sente mais responsabilidade, mais coragem, mais maturidade e, com isso, é mais vencedor”, afirmou Careca ao jornal Il Mattino.

“Na temporada passada, o Napoli não acreditava nas suas próprias capacidades. Só um técnico realmente bom poderia convencer o time que eles poderiam se tornar mais fortes depois de perder o seu artilheiro”, analisou ainda o ex-atacante brasileiro.

“Sarri é do mais alto nível, o melhor, e o técnico certo para trazer o título de volta a Napoli. Agora a questão não é mais se ele joga o melhor futebol da Itália, porque até uma criança pode ver isso, mas qual é o nível que eles estão no mundo”, elogiou o brasileiro. “É um estilo ofensivo, bonito, sempre procurando o gol, bola no pé e toque de primeira. É espetacular”.

Para Careca, só o Napoli e a Juventus brigam pelo título italiano nesta temporada. “Eu acho que a Juventus é a única verdadeira rival pelo Scudetto. Roma e os clubes de Milão parecem mais atrás para mim. O que me impressiona na Juve é a sua mentalidade, a fome por sucesso, mas agora o Napoli merece estar na frente”, analisou.

“O Napoli aprendeu a vencer de forma feia, algo que eles não conseguiam fazer meses atrás e frequentemente eles sofriam contra times menores que jogavam muito fechados. Eles perderam pontos preciosos. Agora, não mais”, afirmou o ex-jogador do Napoli.

“Eles não são mais forçados a jogar um futebol bonito para vencer. Nesse sentido, eles estão similares à Juventus agora. O Napoli tem os torcedores no San Paolo que ainda podem fazer a diferença quando o estádio está cheio, como faziam no meu tempo”, disse.

Um camisa 9 de ofício e de muita categoria, Careca certamente é alguém que pode falar com autoridade sobre a posição. E, atualmente, o Napoli tem um centroavante que é, na verdade, um ponta adaptado: Dries Mertens. Perguntado se Mertens estava no nível que o próprio Careca jogava na sua época, ele deixou a modéstia de lado.

“No momento, não, mas ele tem tempo para melhorar e parece que ele foi centroavante desde criança. Ele tem algo de Romário, mas acima de tudo, eu vejo Bebeto nele. Ele marca gols sensacionais”, analisou o ex-camisa 9 do Napoli e da seleção brasileira. “Talvez seja cedo demais para falar, mas eu digo que o Napoli pode ganhar o Scudetto. Se isso acontecer, será uma baita festa e eu estarei lá”.

Careca, com 196 jogos e 85 gols, marcou o seu nome na história do Napoli, além de ter sido um dos grandes da sua posição da história do futebol brasileiro. E certamente está acompanhando de perto o que faz o Napoli de Maurizio Sarri, que começou a temporada com sete vitórias em sete jogos. Ele, assim como grande parte da torcida do Napoli, deve olhar com esperança para o futuro próximo, sonhando com o título.