Lennart Thy desfalcou o VVV-Venlo nesta rodada do Campeonato Holandês. Sua ausência, porém, não foi causada por lesão, suspensão ou qualquer entrave comum. Ele ganhou dispensa por uma grande causa. Há sete anos, o alemão disponibilizou seu DNA para um banco de dados, a fim de ajudar pacientes com leucemia no futuro. E o futuro aconteceu nos últimos dias, com um portador da doença compatível ao atacante, algo raro de se acontecer. Liberado pelos aurinegros, ele está fora das atividades por uma semana, para doar sangue. Sangue este que será usado para gerar células-tronco e auxiliar no tratamento do paciente. Há boas chances de salvar uma vida.

Sem Thy, o VVV-Venlo enfrentou o PSV neste sábado. E os anfitriões no Estádio Philips realizaram diferentes homenagens ao adversário. Primeiro, crianças entraram em campo com uma camisa dizendo “Siga Lennart, doe células-tronco”. Aos 11 minutos, referência ao número da camisa do atacante, as arquibancadas fizeram um minuto de aplausos para saudar seu grande gesto. Ao final, os Boeren ainda elegeram o aurinegro como ‘o homem do jogo’. Nada mais justo à sua postura solidária. O PSV venceu por 3 a 0, mantendo sua tranquilidade na liderança da Eredivisie. Em 12°, VVV não corre risco de rebaixamento.