Britain Soccer Premier League

Qual o cúmulo da incompetência? A atuação do ataque do Chelsea hoje

O Chelsea tinha um problema sério no início da temporada. Os Blues apresentavam muitas dificuldades em concluir a gol. Algo que Mourinho conseguiu resolver em pouco tempo. Só que, nesta quarta, o treinador teve outro pesadelo no confronto contra o antepenúltimo colocado West Ham. Vai ter que intensificar os treinos de finalização, já que os Blues ficaram no 0 a 0 mesmo chutando 39 vezes contra a meta de Adrián, o grande destaque da partida.

Para se ter ideia do tamanho do fracasso ocorrido em Stamford Bridge, a média de finalizações dos Blues na Premier League é de 17,1 por partida. Ou seja, o Chelsea chutou mais do que o dobro do que está acostumado. Até então, tinha arrematado, no máximo, 24 vezes em uma mesma partida – e bateu o Fulham por 2 a 0. Nesta temporada, o recorde de finalizações era do Liverpool, 32 vezes, marcando quatro gols. E desde 2003/04 não acontecia de um time da Premier League chutar tanto e sair de campo com o placar zerado.

chelsea chutes

O festival de horror do Chelsea teve 16 finalizações para fora, 14 bloqueadas, oito defendidas pelo goleiro e ainda uma na trave, com Demba Ba, já nos acréscimos. Oscar, Lampard e Hazard foram os que falharam, com seis chutes cada, embora 12 dos 14 jogadores que estiveram em campo tenham arriscado pelo menos uma vezinha a gol – as exceções foram César Azpilicueta e, claro, Petr Cech. É bem verdade que Adrián tem seus méritos, com quatro defesas excelentes. O que não diminui a incompetência dos Blues. O maior papelão foi de Eto’o, que tentou dar uma de esperto na cobrança de uma falta dos adversários e teve o gol obviamente anulado (veja o vídeo).

E o pior de tudo isso? O West Ham saiu de campo também com um ponto, mesmo dando um mísero arremate, ainda aos 11 minutos do primeiro tempo. Para quem esperava amargar uma derrota, os Hammers ficaram bem satisfeitos. E o Chelsea acabou jogando fora dois pontos que, além de deixá-lo a três de distância do líder Manchester City, podem fazer muita falta no final do campeonato.