O New York Times, em parceria com o YouGov, um instituto de pesquisas, publicou nesta terça-feira os palpites de 19 países que estão no Mundial. E o Brasil é o favorito de quase todo mundo: os anfitriões (nós, no caso) sairão com o título para os torcedores de 16 das nações consultadas. Os outros três países preferiram as equipes locais, casos de espanhóis (claro, são os atuais campeões), argentinos (elementar, têm Messi) e… os americanos (???). Sim, os Yankees não só são o povo estrangeiro que mais compraram ingressos para a Copa, mas também, aparentemente, os que têm um otimismo mais fora da realidade do torneio.

LEIA TAMBÉM: Transporte, protestos e horários: o que você precisa saber para ver a abertura da Copa em São Paulo

Além do provável campeão, foi perguntado qual seleção apresenta o futebol mais vistoso e contra quem as pessoas torceriam na Copa. Para a primeira pergunta, a imensa maioria (16) respondeu “Brasil”, enquanto os outros três (Costa Rica, Japão e os próprios brasileiros) responderam “Espanha”. Curiosamente, os espanhóis acreditam que Neymar e companhia têm o melhor futebol.

Mas é em outra pergunta que surgiram as respostas mais curiosas. Por exemplo: se você acha que a torcida negativa dos argentinos vai para o Brasil por causa da rivalidade esportiva entre os dois, se enganou. A Argentina torce mais contra a Inglaterra que contra o Brasil. O resultado mostra como o sentimento de “ódio” por causa da Guerra das Malvinas ainda está presente, o que já havia ocorrido quando ingleses e brasileiros se cruzaram nas quartas de final em 2002.

Entre os brasileiros entrevistados, o sentimento dicotômico quanto à realização da Copa do Mundo no país ficou claro. Enquanto maioria das pessoas ouvidas (64%) acredita no hexacampeonato e tem a Argentina como maior rival (34%), a própria seleção brasileira aparece como a segunda equipe contra a qual os próprios brasileiros irão torcer (6%).

O relatório do NY Times revelou também alguns outros dados interessantes que ajudam a esclarecer a relação dos países entrevistados com o futebol. A Colômbia, por exemplo, ficou como o país que mais se diz ligado na Copa, com apenas 6% das pessoas declarando desinteresse. O Brasil, tão chamado de “país do futebol”, aparece apenas na sexta colocação, atrás até mesmo da Coreia do Sul. Você pode conferir o trabalho completo da pesquisa no site do New York Times.