1 – Iker Casillas

Goleiro, 33 anos, Real Madrid

Ainda é um dos melhores goleiros do mundo, mas já teve fases melhores. Uma disputa com Mourinho na temporada 2012/13 fez que perdesse para o bom Diego López a vaga de titular do Real Madrid em jogos do Campeonato Espanhol, mas a boa participação na Liga dos Campeões permite a ele chegar ao Brasil com confiança e ritmo de jogo. Não é um goleiro muito alto, mas sabe se posicionar muito bem.

2 – Raúl Albiol

Defensor, 28 anos, Napoli-ITA

Zagueiro reserva, não é um jogador espetacular. Entra mais para compor o elenco, mas vem de uma temporada decente no Napoli.

3 – Gerard Piqué

Defensor, 27 anos, Barcelona

Com a aposentadoria de Puyol, tornou-se o líder da zaga espanhola. É um zagueiro técnico e experiente , com boa velocidade e impulsão.

4 – Javi Martínez

Meio-campista, 25 anos, Bayern de Munique-ALE

Volante que marca bem e tem capacidade de iniciar as jogadas, é um bom reserva para Sergio Busquets. Também pode atuar como zagueiro, ainda que não tenha feito isso no Bayern de Munique.

5 – Juanfran

Defensor, 29 anos, Atlético de Madrid

Meia que se transformou em lateral direito, é um jogador confiável para a posição. Não é um lateral com arrancada espetacular pela ponta, mas tem boa noção de quando subir ou não.

6 – Andrés Iniesta

Meio-campista, 30 anos, Barcelona

Um dos melhores meias do mundo no momento, talvez o melhor. Iniesta forma uma dupla ideal com Xavi, mas tem mais velocidade e verticalidade que o companheiro de Barcelona e seleção espanhola. Será fundamental para o sucesso da Roja em gramados brasileiros.

7 – David Villa

Atacante, 32 anos, Atlético de Madrid

Poucos lembram, mas Villa foi um dos artilheiros da Copa do Mundo de 2010. Foi um de seus últimos momentos como goleador, papel que exercia muito na época de Valencia. Desde que passou pelo Barcelona, se tornou mais um segundo atacante, movimentando-se mais para abrir espaço a algum companheiro. Está de saída do Atlético de Madrid: já acertou como reforço do New York City, clube que será criado na MLS em 2015.

8 – Xavi

Meio-campista, 34 anos, Barcelona

Meia que serve de termômetro para o tiki-taka da Espanha. Todas as bolas passam pelo meia do Barcelona, que distribui o jogo e dita o ritmo da equipe. No entanto, vem de uma temporada ruim, com problemas físicos e um desempenho inconstante.

9 – Fernando Torres

Atacante, 30 anos, Chelsea-ING

Como Villa, é um atacante que surgiu como goleador e se transformou em segundo homem de frente. Torres é um bom jogador, abre bem pelas pontas, mas em sofrido com problemas constantes de falta de confiança nas finalizações.

10 – Cesc Fàbregas

Meio-campista, 27 anos, Barcelona

Coringa dessa equipe. Pode entrar como o falso centroavante, posicionando-se no ataque e voltando para o meio-campo para atrair a marcação e abrir espaço para algum companheiro vir de traz, ou como meia, eventualmente no lugar de Xavi ou Iniesta. Também vem de temporada apagada, e fala-se de sua saída do Barcelona.

11 – Pedro

Atacante, 26 anos, Barcelona

Jogador tecnicamente bom, mas nada espetacular. O que chama a atenção de Pedro é seu comprometimento tático e sua capacidade de ler as jogadas, posicionando-se bem para aparecer como uma opção interessante para a finalização. Cresce em jogos decisivos.

12 – David de Gea

Goleiro, 23 anos, Manchester United-ING

Goleiro muito promissor, de bons reflexos e elasticidade. No entanto, ainda peca pela inconstância, cometendo uma quantidade de falhas um pouco maior do que se espera para um jogador de seu talento.

13 – Juan Mata

Meio-campista, 26 anos, Manchester United-ING

Já esteve mais em alta. O meia é uma opção útil para dar um pouco mais de verticalidade ao time, quebrando um pouco o tiki-taka para apostar em mais velocidade e jogadas pelos lados.

14 – Xabi Alonso

Meio-campista, 32 anos, Real Madrid

Volante muito técnico, é fundamental para dar estabilidade ao meio-campo da Espanha. É forte na marcação e sai jogando. Também é uma opção para lançamentos, algo que pode ser útil quando o time precisar variar um pouco seu estilo.

15 – Sergio Ramos

Defensor, 28 anos, Real Madrid

Zagueiro forte e muito voluntarioso, vive um grande momento no ataque. Fez gols decisivos para o Real Madrid na Liga dos Campeões. Como defensor, amadureceu bastante nos últimos anos, deixando no passado a fama de jogador que cometia muitas faltas por precipitação.

16 – Sergio Busquets

Meio-campista, 25 anos, Barcelona

Volante com grande inteligência tática, sabe se movimentar para se apresentar como opção de passe em um time que joga com base em posse de bola. Já jogou como zagueiro, mas só deve voltar em situações extremas.

17 – Koke

Meio-campista, 22 anos, Atlético de Madrid

Revelação do Atlético de Madrid, é tido como alguns analistas como o herdeiro de Xavi. No entanto, ele tem um jogo mais vertical e cai mais pelos lados.

18 – Jordi Alba

Defensor, 25 anos, Barcelona

Lateral esquerdo bastante ofensivo, tanto que já jogou como meia. Por isso, muitas vezes aparece bem no ataque, inclusive para concluir, às vezes prejudicando seu cuidado na marcação.

19 – Diego Costa

Atacante, 25 anos, Atlético de Madrid

É a grande esperança espanhola de conseguir variar seu jogo, torná-lo mais vertical. Atacante que consegue ser rápido e forte ao mesmo tempo, é importante em contra-ataques e em bolas cruzadas (dois tipos de jogadas que a Espanha raramente fazia). Chega à Copa com pouca experiência com a seleção espanhola.

20 – Santi Cazorla

Meio-campista, 29 anos, Arsenal-ING

Jogador de talento, que acaba ficando sempre como coadjuvante na seleção espanhola pelo excesso de concorrência na sua posição. É um jogador interessante para armar jogadas, eventualmente como opção a Iniesta. Também é muito forte em bolas paradas.

21 – David Silva

Meio-campista, 28 anos, Manchester City-ING

Talvez o meia espanhol que tenha feito uma temporada mais consistente. David Silva foi figura importante na conquista do título do Manchester City na Premier League. Jogador versátil, já foi meia aberto, meia centralizado e até falso centroavante.

22 – César Azpilicueta

Defensor, 24 anos, Chelsea-ING

Lateral-esquerdo decente, entra mais para compor o elenco e ficar como opção no banco que não compromete se precisar entrar.

23 – Pepe Reina

Goleiro, 31 anos, Napoli-ITA

Goleiro que comete suas falhas, mas tem um grande poder de liderança e cresce nos momentos decisivos. Além disso, tem boa fama de pegador de pênaltis. Se a Espanha for bicampeã mundial, será um excepcional mestre de cerimônias nas comemorações pelas ruas de Madri.