O Liverpool está, inapropriadamente para um clube tão grande, acostumado a ter que repor seus principais jogadores após grandes vendas. O Liverpool Echo relembrou essa história: Xabi Alonso foi substituído por Alberto Aquilani; Mascherano por Raul Meireles; Fernando Torres por Andy Carroll; Luis Suárez por Mario Balotelli, Divock Origi e Rickie Lambert. Ou seja, o passado depõe contra o destino que o clube dará para os € 160 milhões que recebeu do Barcelona por Philippe Coutinho. Sua reposição é uma operação delicada.

LEIA MAIS: A vontade de Coutinho pesou mais do que tudo em seu caminho rumo ao Barcelona

O mercado de transferências do Liverpool deu um salto de qualidade sob o comando de Jürgen Klopp. Contratações como Sadio Mané e Mohamed Salah foram tiros certeiros. O alemão não se contenta com segundas opções, como demonstram os negócios de Virgil Van Dijk e Naby Keita. Incapaz de assegurá-los no verão europeu, Klopp não teve nenhum problema em esperá-los. O zagueiro chegou no final de dezembro. O meia chegará no começo da próxima temporada.

Logo, não é nenhuma certeza que o Liverpool, por mais que precise, contratará alguém durante esta janela de transferências. O clube ainda delibera o quão agressivamente buscará reforços em janeiro ou se não é melhor esperar mais alguns meses – até porque, poucos clubes aceitam vender seus principais jogadores no meio da temporada.

A seguir, damos algumas opções para o Liverpool. A situação é curiosa porque Coutinho variava entre a ponta e a meia, sempre pela esquerda. Não existem muitos jogadores com as mesmas características, então sugerimos também alguns que são apenas meias e alguns que são apenas pontas. Certos nomes estão nos noticiários e outros consideramos possíveis ou interessantes para o clube. Não significa que os Reds irão atrás deles ou que não possam ir atrás de outros nomes. São jogadores de características e níveis diferentes. Por isso, dividimos em algumas categorias.

Sonho: Thomas Lemar

Lemar, do Monaco

Clube: Monaco
Nacionalidade: Francês
Idade: 22 anos
Posição: Meia ofensivo
Faixa de preço: € 100 milhões

A prioridade do Liverpool para o setor ofensivo. Sonho desde a última janela, quando um negócio ficou próximo de ser concretizado. Mas não deu tempo. Em 31 de agosto, data final para transferências, Lemar estava em campo pela seleção francesa contra a Holanda, o que prejudicou as tratativas. Também existe o interesse do Arsenal, mas tudo indica que Lemar já decidiu que prefere Anfield Road ao Emirates Stadium.

É uma ótima escolha. Embora seja naturalmente um jogador de lado esquerdo de campo, Lemar é um meia-atacante que também pode atuar pela direita ou pelo centro. Como Coutinho. Tem muita qualidade com a bola nos pés tanto para fazer gols quanto para dar assistências. Colecionou números de respeito na temporada passada, quando o Monaco foi campeão francês e chegou às semifinais da Champions League. Contribuiu com 14 tentos e 15 passes diretos em 55 partidas. Nesse mesmo período, mas em 36 jogos, Coutinho também fez 14 gols e deu nove assistências.

Seria bem caro. Faz parte do projeto do Monaco contratar jovens, desenvolvê-los e vendê-los, mas eles nunca saem a preço de banana – pergunte para o Manchester City, que soltou € 108 milhões em Bernardo Silva e Mendy. Lemar está avaliado em € 30 milhões pelo site especializado Transfermarkt, mas os relatos da imprensa inglesa colocam a proposta que o Liverpool fará por ele na casa dos € 100 milhões. Com os cofres cheios pela venda de Coutinho, dinheiro não deve ser um problema.

O problema é que o negócio não deve acontecer em janeiro – e, mesmo que acontecesse, Lemar não poderia defender o Liverpool na Champions League por já ter atuado na competição pelo Monaco. A Sky Sports informa que não faz parte dos planos dos ingleses contratá-lo nesta janela de transferências. O vice-presidente do Monaco, Vadim Vasilyev, afirmou que também não está nos planos do seu clube vender jogadores neste momento da temporada. O técnico Leonardo Jardim adotou a mesma linha: “Não temos o hábito de realizar grandes vendas no inverno.”

No entanto, o próprio Vasilyev já admitiu que Lemar provavelmente será vendido ao fim da temporada e, com a inclinação do Liverpool a esperar o quanto for necessário pelos nomes certos, é provável que algo aconteça daqui a alguns meses.

Barganha: Leon Goretzka

Goretzka, da Alemanha (Foto: Getty Images)

Clube: Schalke 04
Nacionalidade: Alemão
Idade:22 anos
Posição: Meia-central
Faixa de preço: Zero

Leon Goretzka precisa tomar uma decisão. O futebol de uma dos melhores jogadores alemães da sua geração, cujo contrato com o Schalke 04 tem apenas mais seis meses de duração, está sendo procurado por muitos clubes de respeito. A imprensa alemã chegou a noticiar que ele já havia fechado com o Bayern de Munique para a próxima temporada, apenas para o seu agente afirmar que o meio-campista ainda não sabe o que quer fazer. Liverpool e Arsenal são outros dois interessados, além do próprio Schalke 04, que busca a renovação e quer que Goretzka tome a sua decisão ainda em janeiro.

Se a possibilidade de continuar vivendo na Alemanha e disputando a Bundesliga (e conquistando-a) é o principal trunfo do Bayern de Munique, o Liverpool tem outras cartas na manga. Pode simplesmente pagar mais, tanto para o Schalke, se quiser tê-lo imediatamente, quanto para o próprio jogador. Apesar de ter muito dinheiro, os bávaros não praticam cifras tão grandes quanto as inglesas, nem acabaram de receber os resultados da terceira maior venda da história do futebol. Trabalhar e se desenvolver com Jürgen Klopp também costuma ser um atrativo para jovens jogadores – ainda mais para os alemães.

Goretzka é um meio-campista mais natural que Coutinho, cuja carreira começou no ataque. Nenhum problema, uma vez que o ataque titular do Liverpool está bem definido com Mané, Salah e Firmino. Seria um jogador para formar o tridente com Henderson e Emre Can – ou Naby Keita, que chega para a próxima temporada, quando o mais provável é que Can esteja defendendo a Juventus. Marcou oito gols e deu cinco assistências em 41 jogos na última temporada, além de ter sido um dos destaques do título da Alemanha na Copa das Confederações. E tem o potencial de se tornar um jogador muito melhor.

Realidade: Julian Draxler

Draxler, do Paris Saint-Germain (Foto: Getty Images)

Clube: Paris Saint-Germain
Nacionalidade: Alemão
Idade: 24 anos
Posição: Meia-esquerda; ponta-esquerda
Faixa de preço: € 45 milhões

Julian Draxler é um dos poucos jogadores que oferecem quase o mesmo que Coutinho. Ponta esquerda de origem, tem sido deslocado para o meio-campo para conseguir jogar no Paris Saint-Germain, que tem Neymar, Mbappé e Cavani como titulares indiscutíveis no ataque – e Angel Di María na reserva. Atuou 24 vezes nesta temporada, a maioria pela faixa central. Poderia fazer o mesmo no Liverpool e cobrir Mané na esquerda quando Klopp rodasse o elenco.

Caso o Liverpool decidisse contratá-lo, o negócio não deve ser muito complicado. O próprio fato de Unai Emery ter que buscar uma nova posição para encaixá-lo no time indica que Draxler está sobrando no elenco do Paris Saint-Germain, que também precisa fazer algumas vendas para equilibrar as finanças, diante da ameaça (inofensiva) do Fair Play Financeiro. O próprio jogador pode concluir que seria bom para a sua carreira ir para outro clube grande, embora um patamar atrás, mas cuja concorrência é muito menor.

O Arsenal – parece de propósito, né? – também se interessa pelo futebol de Goretzka e as especulações dão conta de que o PSG pediria € 45 milhões por Draxler, um pouco acima dos € 40 milhões que pagou para tirá-lo do Wolfsburg. Seria um negócio bem acessível, sobraria muito dinheiro para reforçar outras posições, e o Liverpol teria apenas a missão de dar sequência a um jogador cuja capacidade é altíssima.

Cumpridor: Riyad Mahrez

Mahrez, do Leicester

Clube: Leicester
Nacionalidade: Argelino
Idade: 26 anos
Posição: Ponta-direita
Faixa de preço: € 57 milhões

Imediatamente após a venda de Coutinho para o Barcelona, surgiram notícias de que Mahrez já teria até mesmo exames médicos marcados em Melwood para acertar com o Liverpool. O valor seria de £ 50 milhões (aproximadamente € 57 milhões). Outros veículos informam que o negócio não está tão próximo assim. A Sky Sports diz que as conversas ainda não foram abertas com o Leicester, que pediria um montante muito maior que esse. Agentes do jogador seguem a mesma linha.

Mahrez seria um bom band-aid. O Liverpool reforçaria o seu elenco com um jogador que tem características parecidas com Coutinho, o drible curto, a criatividade e chutes de média distância, embora não atue na mesma posição. Nunca foi meia-armador e prefere a ponta-direita. Está adaptado à Premier League como poucos – foi, afinal, o melhor jogador da competição há pouco mais de um ano – e poderia disputar o mata-mata da Champions League. Além do preço não ser absurdo.

O clube manteria seu número de opções pelos próximos meses e, na próxima janela de transferências, poderia se concentrar em trazer um grande meio-campista para o lugar de Coutinho, já contando com um bom jogador para fazer o revezamento no ataque.

Aposta: Christian Pulisic

Pulisic, do Dortmund

Clube: Borussia Dortmund
Nacionalidade: Americano
Idade: 19 anos
Posição: Ponta
Faixa de preço: Indefinida, mas muito, muito dinheiro

O Liverpool já teve uma proposta recusada pelos serviços de Pulisic. Foi há aproximadamente um ano e meio, na casa dos € 13 milhões, o que parece ficção científica neste momento. Em agosto, o interesse foi renovado, e Pulisic teve até que vir a público dizer que estava concentrado exclusivamente no Borussia Dortmund. Caso os ingleses decidam fazer uma nova tentativa, o preço provavelmente estaria mais próximo dos € 100 milhões do que dos € 10 milhões.

Não apenas porque o mercado inflacionou demais nesse período, e porque todos sabem que o Liverpool tem muita bala na agulha no momento. O futebol de Pulisic desenvolveu-se para transformá-lo em um dos jogadores mais promissores do mundo. Aos 19 anos, já coleciona atuações de adulto, absolutamente decisivas pela seleção americana, e lances plásticos pelo Borussia Dortmund. Marcou cinco gols e deu 10 assistências pelo seu clube em 43 partidas na última temporada.

Pulisic atua pelos lados do campo, mas mais como armador do que aquele ponta de velocidade e drible. Tem muita qualidade, mas ainda é jovem demais para se ter certeza do que pode ser no futuro e exigiria um alto investimento do Liverpool. Mas é uma aposta das mais atraentes.

Superestrela: Alexis Sánchez

Alexis Sánchez, do Arsenal (Foto: Getty Images)

Clube: Arsenal
Nacionalidade: Chileno
Idade: 29 anos
Posição: Atacante
Faixa de preço: € 35 milhões

O Liverpool quis contratar Alexis Sánchez para o lugar de Luis Suárez, três anos e meio atrás, mas perdeu o negócio para o Arsenal. Nos últimos seis meses do contrato do chileno com o clube de Londres, esta é a oportunidade de se vingar. Seria a mensagem definitiva de que os papéis se inverteram, e que, neste momento, Anfield é um destino mais cobiçado do que o Emirates Stadium, além de uma poderosa afirmação de ambição ao contratar um dos melhores atacantes da Premier League. Nada menos do que 60 gols em 122 jogos pela liga inglesa.

Tem um probleminha aí: o Manchester City também sabe que Alexis Sánchez é um belo atacante e já tentou contratá-lo na última janela de transferências. E se o Liverpool parece à frente do Arsenal, o City oferece um título inglês praticamente certo, além de uma boa candidatura ao troféu da Champions League e uma estabilidade melhor de resultados nos próximos anos. Vencer a lábia de Pep Guardiola é uma missão difícil para os Reds.

Caso consigam, o preço é convidativo para um jogador tão bom. Daria para esperar seis meses e contratar Sánchez de graça ao fim da temporada ou pagar os € 35 milhões que o Arsenal estaria disposto a receber para liberar o chileno ainda em janeiro.

O pulo do gato: Nabil Fekir

Fekir, do Lyon

Clube: Lyon
Nacionalidade: Francês
Idade: 24 anos
Posição: Meia-atacante
Faixa de preço: € 68 milhões

Nabil Fekir está batendo um bolão na frança. Tem 13 gols em 16 rodadas da Ligue 1, mais três assistências para os companheiros. Em relação a Coutinho, é mais atacante que armador, mas conseguiria atuar como o jogador mais ofensivo e criativo do meio-campo, protegido por Henderson e Can, aproximando-se do trio de ataque, além de poder ser deslocado para a direita quando fosse necessário. É um grande cobrador de faltas e tem um faro de artilheiro melhor que o do brasileiro.

Liverpool e Arsenal devem estar compartilhando suas listas de transferências porque Arsène Wenger também está atrás do jogador – ele não consegue resistir a um bom francês. O preço especulado é de aproximadamente € 70 milhões, e o Arsenal pode buscá-lo ainda em janeiro. Se o Liverpool entrar na disputa, seria uma alternativa bem interessante, inclusive para o mata-mata da Champions League. Fekir jogou apenas a Liga Europa pelo Lyon.

Solução caseira: Adam Lallana

Lallana, do Liverpool (Foto: AP)

Clube: Liverpool
Nacionalidade: Inglês
Idade: 29 anos
Posição: Ponta; meia

Ou o Liverpool pode manter o dinheiro no banco e não contratar ninguém. É até mesmo um cenário provável, como já explicamos, e Klopp teria que se virar com o que já tem em mãos. O laboratório foram os últimos dois jogos, contra Burnley e Everton, em que Coutinho foi desfalque por lesão. Lallana entrou para fazer a ligação entre o meio-campo e o ataque e, embora não tenha se destacado, é uma opção interessante.

O meia inglês perdeu a primeira metade da temporada por lesão e apenas agora está voltando a ser uma opção. Na última temporada, teve momentos brilhantes com a camisa do Liverpool. Como Coutinho, atua de armador no meio-campo e pelas beiradas. Sofre com falta de regularidade, mas deve ser o novo titular da equipe, se mais ninguém for contratado.

A outra possibilidade caseira do Liverpool é convencer o RB Leipzig a antecipar a saída de Naby Keita. O clube está disposto a pagar um pouco mais para fazer o negócio se concretizar ainda em janeiro, mas os alemães contam com o futebol do meia para se classificar para a Champions League mais uma vez e estão fazendo jogo duro.

Outras posições

Oblak, do Atlético de Madrid

O irônico da saída de Coutinho é que, por mais que o Liverpool esteja perdendo um grande jogador, o ataque continua redondinho, e o time já demonstrou que consegue ser potente no setor ofensivo mesmo sem os serviços do brasileiro à disposição. O problema é a retaguarda. Não seria errado concentrar o dinheiro da venda do brasileiro em outras posições – talvez Van Dijk, contratado por € 80 milhões, já tenha sido um exemplo disso.

O Liverpool precisa de um goleiro de alto nível. O nome ideal seria Oblak, do Atlético de Madrid, mas é um negócio muito difícil de ser concretizado. A alternativa realista da imprensa inglesa é Alisson, da Roma. Embora Andy Robertson esteja sendo sólido na lateral esquerda, é uma posição que poderia ser reforçada. Alex Sandro, próximo do Chelsea por € 56 milhões, seria uma opção interessante.